Voluntariado leva Judô a crianças da periferia

A Creche Nossa Senhora das Graças, situada no bairro de periferia Vila Nova, atende cerca de 109 crianças, meninos e meninas com idade entre 03 a 05 anos.

Para essas crianças que habitam no entorno do antigo Leprosário da cidade – a Colônia de São José do Bonfim, o que predomina é a falta de oportunidades, a miséria e as condições precárias de vida de suas respectivas famílias. Mas graças ao trabalho social desenvolvido por voluntárias que mantém a Associação beneficente Mães da Vila Nova, essas crianças recebem atenção, alimentação e atividades recreativas na sede da Creche.

E nessa terça – feira (01 de Novembro) às 15H o premiado judoca maranhense Pedro Rezende pretende plantar a semente do esporte entre essas crianças, e quem sabe despertar nesses pequeninos o gosto pela prática do judô, modalidade que ele vai ensinar como voluntário a essas crianças uma vez por semana (aos sábados), além da fazer a doação de quimonos para os baixinhos.

Essa ação social faz parte do projeto “Pedro Campeão”, que é viabilizado graças ao patrocínio do Grupo Mateus e do Governo do Estado do Maranhão, via Lei estadual de Incentivo ao Esporte.

Vale lembrar que são ações como essa que muitas vezes despertam o interesse de crianças para uma prática desportiva, a qual além de filosofia de vida, pode ser uma alternativa de integração social e o acesso a uma vida mais digna e melhor. Não por acaso, muitas crianças estimuladas por projetos sociais em diversas modalidades esportivas, são hoje, grandes medalhistas no país ou craques em suas modalidades, a exemplo do que vimos nas últimas Olimpíadas no Rio.

Para dar esse “impulso” e apresentar às mais de cem crianças carentes da Vila Nova os benefícios do judô, será realizado um Aulão Social nessa terça (01.11) às 15H na sede da Creche Nossa Senhora das Graças. Estarão presentes além do judoca Pedro Rezende e as crianças beneficiadas, voluntários da Creche e as mães dos menores, com muitas histórias de vidas e sonhos sobre o futuro de seus filhos, e quem sabe agora, de futuros judocas de sucesso.