Medalhista olímpico realiza palestra nos Centros Socioeducativos da Funac

Os Centros Socioeducativos da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) receberam a visita do Medalhista Olímpico, José Carlos Moreira, conhecido como Codó, que bateu um papo com os adolescentes sobre o papel do esporte na sociedade. As atividades encerraram nesta quarta-feira (07), com os adolescentes do Centro Socioeducativo de São José de Ribamar. O medalhista palestrou também na Unidade do Sítio Nova Vida e Vinhais. 

A Fundação tem investido no esporte como ferramenta de superação e acredita que os adolescentes podem construir uma nova história. A transformação que o esporte proporciona na vida de quem o pratica já é mais que comprovada. São inúmeros os exemplos disso. Entre tantas outras modalidades, o atletismo é um bom demonstrador dessa transformação. 

A presidente da Funac, Sorimar Sabóia, pontua a importância da atividade realizada nos Centros Socioeducativos. “Momentos como este nos dão muito orgulho, porque sabemos que a inspiração é essencial no esporte. Um medalhista olímpico conversar com os adolescentes é também uma oportunidade de mostrar para eles que não importam as dificuldades enfrentadas ao longo da vida. Com persistência é possível conquistar os sonhos. Queremos que os nossos atletas enxerguem as oportunidades que o meio esportivo oferece para que eles se dediquem cada vez mais. Que o esporte na socioeducação seja abraçado por mais parceiros para que possam trabalhar sua responsabilidade social e ajudar a transformar vidas por meio do esporte”, declara.

Codó é velocista brasileiro especialista nos 100 metros rasos, modalidade mais rápida do atletismo.  Durante o encontro, o atleta contou aos socioeducandos sua história de vida, trajetória e superação no esporte. Segundo ele, foi muito importante conhecer o trabalho realizado pela Funac e poder inspirar os adolescentes com sua trajetória. “Foi muito bom conversar com os adolescentes e poder compartilhar os momentos que tive. É muito gratificante passar essa experiência para que possam se inspirar, acreditar e procurar um caminho diferente”, afirma.

Os socioeducandos que estão iniciando sua trajetória no esporte pediram uma oportunidade para participar de projetos voltados para área e também puderam fazer várias perguntas para o atleta. “É impossível não sonhar com o pódio. Foi incrível conhecer a história do Codó, as vitórias, dificuldades e persistência. Ele é um ídolo para nós”, comentou emocionado um adolescente.

Exemplos a serem seguidos e lições a serem tiradas dão o tom de uma caminhada cheia de benefícios, que vão dos psicológicos ao desenvolvimento humano e social na formação de cidadãos. De acordo com o técnico, Donatan Viégas, que também é superintendente de Esporte e Rendimento da Secretária de Estado de Esporte e Lazer (SEDEL), é possível com objetivo, foco e determinação vencer na vida. 

“O Codó, mesmo passando por momentos difíceis na carreira dele e na vida pessoal, sempre acreditou que poderia vencer por meio do esporte. Saiu do município de Codó para se tornar o primeiro maranhense medalhista olímpico. A palestra motivacional é muito importante para os socioeducandos. Se eles vão se tornar atletas, o destino vai dizer. O objetivo maior é mostrar que é possível sair do Maranhão grandes talentos e grandes cidadãos”, pontua Donatan.