Imperatriz viaja por via rodoviária para jogo contra o Guarani de Juazeiro

Por solicitação do técnico Marcinho Guerreiro, em consenso com a diretoria e o grupo de jogadores, o Imperatriz viajou ontem, às 21 horas, por via rodoviária, para o seu jogo contra o Guarani de Juazeiro do Norte, marcado para as 16 horas do próximo domingo.

A antecipação da viagem para o Ceará aconteceu depois de análise feita na logística de rota da Confederação Brasileira de Futebol – CBF. Se o time viajasse por via aérea, de acordo com a logística, somente chegaria em Juazeiro do Norte na madrugada de domingo, o que inviabilizaria um maior tempo de descanso. Em função disso, é que houve por bem a viagem ser feita por via rodoviária. De Imperatriz a Juazeiro do Norte são 1.168 quilômetros, uma média de 18 horas de viagem.

Como a previsão de chegada em Juazeiro do Norte é no fim da tarde de hoje, o time tem mais tempo de descansar e até de realizar um treino de regeneração muscular devido à longa viagem, no sábado pela manhã ou à tarde.

Apresentação
Ontem pela manhã, na sede da delegacia da Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Maranhão – ACLEM, em Imperatriz, a diretoria do Cavalo de Aço apresentou à imprensa o treinador Marcinho Guerreiro.

O treinador afirmou que aceitou mais esse desafio no Imperatriz, que já conhece praticamente o grupo e que sua filosofia de jogo, que é simples, rapidamente será absorvida pelos jogadores. Entretanto, não descartou a possibilidade de contratações de reforços. “Ainda estou me adequando ao grupo e eles a mim. O grupo do Imperatriz é formado por grandes jogadores, vários já me conhecem e sabem do meu trabalho e espero contar com todos para que possamos chegar ao nosso objetivo, que é a série C”, enfatizou Marcinho.

Coletivo
No fim da tarde de ontem, Marcinho Guerreiro, juntamente com o seu auxiliar técnico, Zé Augusto, o preparador físico Fábio Nogueira e o treinador de goleiros Júnior Ferreira, comandou um treino coletivo no Frei Epifânio.

Essa é a segunda vez que Marcinho Guerreiro passa pelo Imperatriz, já que em 2015 foi o auxiliar do técnico Alberto Valentim, o Celinho. Marcinho ajudou Celinho a montar o time do Imperatriz campeão maranhense daquele ano.

 

Fonte: O Progresso