Adolfo Testi fala sobre trabalho no jurídico do Moto Club

Há 16 anos como membro importantíssimo da diretoria do Moto Club, Adolfo Testi iniciou em 2001 o seu trabalho no Papão como advogado do clube, logo após seu ingresso no quadro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Agora como diretor jurídico do time, Adolfo faz questão de enaltecer o trabalho de alguns colegas que passaram e contribuíram bastante para o crescimento clube, como: O Dr. Manoel Pedro Castro, Dr. Luiz Carlos Calvet, Dra Júlia Castro e Dr. Jorge Castro. Além de parcerias como: Os Drs. Jezanias do Rego Monteiro, Petrônio Alves e Walace Lago Serra.

Em 2013, quando foi convidado pelo ex-presidente Roberto Fernandes para assumir a Diretoria Jurídica, Adolfo tinha a difícil missão de fazer parte diretamente da equipe de reestruturação do Moto Club, que passava por um momento difícil dentro e fora de campo. Depois de muitos esforços e um trabalho contínuo, o time vem evoluindo e obtendo o reconhecimento da imprensa e, principalmente, de seus torcedores.

“Nosso trabalho consiste na defesa dos interesses do clube em juízo, em praticamente todas as áreas, mas com ênfase na parte trabalhista e desportiva, além de acompanhamento extrajudicial de possíveis demandas e assessoria jurídica mediante solicitação da presidência ou outra área do clube”, explicou o diretor Adolfo Testi.  

Não foi uma tarefa fácil, os desafios são cada  vez maiores, mas como torcedor apaixonado de arquibancada, ele não foge à luta. Trabalha incansavelmente para defender os interesses do clube nas esferas desportivas e, se for preciso, até na justiça comum.

“Ao longo dos anos e mesmo com poucos recursos, conseguimos reduzir consideravelmente a dívida trabalhista do clube, porém, muito ainda precisa ser feito. O torcedor não têm a exata noção de que é necessário muito trabalho fora de campo para que as coisas possam andar bem dentro das quatro linhas”, comentou Adolfo Testi.  

Para Adolfo, é fundamental que o clube acompanhe essas questões e busque adequar-se a todas estas mudanças. Além disso, é muito importante estar em constante contato com a Diretoria de Futebol e Supervisão do clube no sentido de evitar a escalação irregular de atletas, atuando de forma preventiva por meio de consultas frequentes aos Tribunais desportivos para evitar problemas neste sentido.

Hoje, o Moto Club vive um novo momento, principalmente depois do acesso para a Série C do Campeonato Brasileiro, a situação começou a ficar mais favorável, tanto que além de trazer jogadores com nome de peso para o futebol maranhense, o clube também está investindo em outras modalidades esportivas como o futsal e o handebol.

“É enaltecedor sentir que o trabalho que desenvolvemos com muita dedicação e responsabilidade torna-se determinante para que o time possa atravessar barreiras e crescer a cada dia. Não se trata apenas de um sentimento de satisfação profissional, é bem maior que isso. Estou no Moto Club sem qualquer interesse financeiro ou de outra natureza, é paixão que vem de berço recebida de minha família e que transmito diariamente aos meus filhos”, falou emocionado o torcedor Adolfo Testi.

Mantendo foco sempre na realização de um bom trabalho, Adolfo fez um breve análise sobre como foi o ano do Moto em 2016 e como pretende dar sequencia ao projeto.

“2016 foi um ano de muito trabalho, quem acompanhou o início do Campeonato Maranhense sabe disso. Conseguimos superar todas as dificuldades e acabamos o ano com o saldo extremamente positivo. Com a ascensão do clube, o trabalho tende a aumentar ainda mais em 2017. Mais do que inovação, o clube precisa de organização e estrutura fora de campo”, finalizou o diretor jurídico do  Moto Club de São Luís.