Time de futebol de David Beckham vai ser lançado na MLS, em Miami

O ex-capitão da seleção inglesa de futebol, David Beckham, finalmente vai lançar sua equipe de futebol na Major League Soccer, em Miami. Segundo notícias recentes, depois de quatro anos de discussões sobre o projeto no Sul da Flórida, um anúncio oficial com mais detalhes deverá ser divulgado no início da próxima semana. Nas redes sociais, a franquia proposta por Beckham publicou uma imagem de divulgação da cerimônia com a seguinte legenda: “grande anúncio do futebol”.

O nome do clube também deverá ser anunciado neste pronunciamento, marcado para a próxima segunda-feira (29), às 15h (horário de Brasília). A Major League Soccer, principal liga de norte-americana de futebol, também divulgou no seu perfil oficial nas redes sociais o início das atividades do clube esportivo. Atualmente, a MLS passa por um período de expansão do número de times, que pretende chegar a 28 clubes até 2020, dos 22 já credenciados. A nova franquia de Beckham não deve participar do Campeonato de 2018, a única equipe estreante é a do Los Angeles FC.

David Beckham está tentando criar o seu time de futebol em Miami há um bom tempo. Desde que se transferiu para os Estados Unidos, para o Los Angeles Galaxy em 2007, o ex-jogador tem a promessa de poder investir na Liga, mas enfrentou desafios que incluiram pressão de associação de moradores e até batalhas judiciais para colocar seu projeto em prática. Uma das barreiras mais difíceis foi a aprovação da construção do novo estádio, com capacidade para 25 mil pessoas na cidade. “As pessoas do futebol dirão que são só 15 jogos por ano, mas achamos que haverá muitos eventos e não queremos isso no nosso quintal”, protestou Ernest Martin, ex-presidente da associação de moradores do bairro Spring Garden, ao “The New York Times”, um dos mais influentes jornais da atualidade, de Nova York, EUA.

Entre os insatisfeitos também estão outros interessados em investir na Liga, mas que agora precisam dispor de um valor muito maior do que o que foi estipulado ao craque inglês. Atualmente, o campeonato está muito mais valorizado do que há dez anos, quando foi fechado a uma taxa de US$ 25 milhões com Beckham, além da promessa do futebolista dedicar cinco temporadas ao futebol do país. Essa taxa hoje é de US$ 150 milhões, para os novos interessados.

Os dirigentes, por sua vez, argumentam que o famoso jogador pode alavancar o sucesso da MLS, atraindo investidores e jogadores do estrangeiro. Colocando na balança, pelo visto, o apoio de fortes investidores e das autoridades locais pesou à favor e o Miami Beckham United (nome ainda não oficial) em breve se tornará realidade.