Sampaio supera o Salgueiro e entra na faixa de classificação da Copa do Nordeste

Em jogo elétrico disputado na noite desta segunda-feira, no Estádio Castelão, o Sampaio Corrêa bateu o Salgueiro por 3×2, pela sexta rodada da Copa do Nordeste.

A equipe Tricolor marcou primeiro com Jefinho, aos 12 minutos de partida. No início da etapa final, o Salgueiro igualou o confronto, mas a Bolívia voltou a ficar na frente com gol contra do zagueiro adversário. Guilherme Teixeira fez um belo gol, que parecia definir o jogo. No entanto, os visitantes conseguiram diminuir o prejuízo, dois minutos depois, e o duelo seguiu brigado até o apito final.

O resultado colocou o Sampaio no G4 do Grupo A da Copa do Nordeste, com 9 pontos ganhos.

O resultado colocou o Sampaio no G4 do Grupo A da Copa do Nordeste, com 9 pontos ganhos.Foto Ronald Felipe

O JOGO  

O Sampaio Corrêa decidiu se impor em campo desde os primeiros movimentos. Tocava a bola, consciente, e usava as pontas para incomodar o Salgueiro, que não conseguia sair do campo de defesa.

O maior volume de jogo da Bolívia se transformou em gol aos 12 minutos. Sávio cobrou escanteio, a bola bateu na defesa adversária e sobrou para Jefinho, que não perdoou e estufou a rede, abrindo o placar no Castelão.

O gol não mudou a postura do Sampaio, que seguia dominando as ações de jogo em campo, mas o Salgueiro se aproveitou de um descuido da defesa boliviana e quase empata com um cuute forte que passou por cima do travessão.

Após o susto, a Bolívia ligou o alerta defensivo e prosseguiu em busca do segundo gol. Em trama na entrada da área, a bola sobrou para Eloir, que emendou de primeira e a bola passou rente à trave.

Em contra-ataque rápido, o Salgueiro criou uma jogada de perigo e chegou a marcar, mas a arbitragem anulou o lance. A resposta Tricolor foi com um arremate de fora da área do volante André Luiz, e a bola passou raspando a trave. O primeiro tempo chegou ao fim com a vantagem boliviana.  

A etapa final começou com ritmo intenso e dois gols em seis minutos. Os visitantes marcaram primeiro em jogada de velocidade. No entanto, o Sampaio deu o troco rápido com chute forte de Jefinho que explodiu na trave, voltou no zagueiro e morreu no fundo da rede. 

A vantagem no marcador voltou a dar tranquilidade ao time boliviano, que passou a pressionar em busca do terceiro gol. Pela direita, Pimentinha levava perigo, e quase marca ao arrastar a defesa, mas o goleiro salvou o chute à queima-roupa. 

Pressionando o adversário, o Sampaio conseguiu ampliar o marcador com Guilherme Teixeira, que girou dentro da área em cima da marcação e chutou rasteiro, no canto.

O Salgueiro não desistiu do jogo e conseguiu diminuir o prejuízo praticamente na sequência. O confronto ficou aberto, e o Sampaio foi à frente marcar o quarto gol, mas a arbitragem invalidou o gol em lance duvidoso.

Os minutos finais foram de um confronto muito disputado, com o Salgueiro se lançando ao ataque em busca da igualdade, enquanto a defensiva boliviana a garantia a vantagem, que se sustentou até o apito final

O Sampaio Corrêa volta a campo no proximo sábado, novamente pela Copa do Nordeste, para enfrentar a equipe do ABC, no Estádio Frasqueirão. 

Ficha Tricolor

Mota, Sávio, Joécio, Paulo Sérgio (Lucão) e Marlon; André Luiz, Ferreira e Eloir (Guilherme Teixeira), Dudu (Dione), Pimentinha (Matheus Cassini) e Jefinho (Wesley Smith).