Sampaio Corrêa disputará Série B com maior número de campeões brasileiros na história

Historicamente, a Série B do Campeonato Brasileiro é um dos torneios mais equilibrados do futebol nacional, em que muitas vezes a parte física e a força de vontade dos jogadores se sobrepõem em relação ao lado técnico do jogo. Em 2021, a competição promete ser ainda mais acirrada, com grandes equipes na disputa por uma das quatro vagas para disputar o Brasileirão Série A do ano que vem.

Com data prevista para começar em 29 de maio, a Série B do Campeonato Brasileiro de 2021 será histórica. Além de contar muitos times de tradição, como o Sampaio Corrêa, a próxima edição da segunda divisão nacional também terá, pela primeira vez na história, cinco campeões brasileiros reunidos em uma única edição do torneio. São eles: Cruzeiro, Vasco, Coritiba, Guarani e Botafogo.

Confira abaixo as 20 equipes que participarão da próxima edição da Série B:

 Avaí-SC

 Botafogo-RJ

 Brasil de Pelotas-RS

 Brusque-SC

 Confiança-SE

 Coritiba-PR

 CRB-AL

 Cruzeiro-MG

 CSA-AL

 Goiás-GO

 Guarani-SP

 Londrina-PR

 Náutico-PE

 Operário-PR

 Ponte Preta-SP

 Remo-PA

 Sampaio Corrêa-MA

 Vasco-RJ

 Vila Nova-GO

 Vitória-BA

Sampaio Corrêa ficou perto do acesso para a Série A de 2021

Campeão Brasileiro da Série B de 1972, o Tricolor maranhense surpreendeu na temporada passada. Apesar de não ter começado a competição entre os principais favoritos nas cotações e probabilidades de casas de apostas esportivas como a Betway por exemplo, o Sampaio Corrêa terminou a última edição da Série B na 6ª colocação e ficou muito perto de garantir o acesso para a divisão de elite do futebol brasileiro em 2021.

No entanto, apesar da boa campanha na temporada de 2020, a Bolívia Querida sabe das dificuldades que terá para conseguir terminar o Brasileirão Série B entre os quatro primeiros colocados nesta temporada. Uma das razões para isso é que, de acordo com o presidente Sergio Frota, o Sampaio Corrêa tem um dos menores orçamentos da competição.

Treinador Rafael Guanaes é uma das chaves para a Bolívia Querida ter sucesso na temporada

Considerado um treinador muito promissor no futebol brasileiro, Rafael Guanaes, 39 anos, assumiu o comando técnico do Sampaio Corrêa em fevereiro, após a saída do técnico Leonardo Condé. Guanaes é adepto do estilo de jogo ofensivo, assim como o seu antecessor, e vem de um bom trabalho realizado na equipe sub-20 do Athletico Paranaense.

Na temporada de 2020, Guanaes conduziu o Athletico Paranaense sub-20 ao título de campeão estadual. Além disso, sob o comando de Guanaes o time paranaense chegou na final do Brasileirão Sub-20 do ano passado com a melhor campanha geral e o ataque mais positivo do campeonato.

Como principais características, o Athletico Paranaense sub-20 de Guanaes era uma equipe intensa que gostava de ter a posse da bola de maneira objetiva e utilizava pouquíssimos chutões na saída de bola — características de jogo que estão presentes em grandes equipes do futebol mundial.

Antes de trabalhar no clube paranaense e posteriormente chegar ao Sampaio Corrêa, o técnico treinou três equipes paulistas: São José dos Campos, São Carlos e Votuporanguense. Em 2015, Guanaes conduziu o São Carlos ao título da Série B do Campeonato Paulista, além de ter vencido a Copa Paulista com o Votuporanguense.

De acordo com o portal Globo Esporte, Guanaes recebeu uma sondagem para trabalhar na categoria de base do Corinthians-SP no início deste ano, mas entendeu que deveria dar novos rumos para a sua carreira e assumir um time principal de algum clube.

Com a confiança do presidente Sérgio Frota, Guanaes não hesitou em aceitar o convite para treinar o Sampaio Corrêa e chegou ao time acompanhado de reforços para conduzir a Bolívia Querida em quatro competições: Copa do Brasil, Campeonato Maranhense e Brasileirão Série B. No entanto, vale destacar que o Tricolor maranhense iniciou a nova temporada com apenas nove atletas remanescentes do ano anterior.

Portanto, o trabalho de Guanaes necessita de um tempo maior de adaptação nos primeiros meses de trabalho, para que em 29 de maio, no início da disputa da Série B, a equipe esteja com as peças devidamente encaixadas e pronta para competir de igual para igual contra as principais forças do campeonato nacional.