Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

Paralimpíada de Inverno de PyeongChang 2018 terá participação de três atletas brasileiros

Na última segunda-feira (5) o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) divulgou a lista dos atletas convocados para representar o país na Paralimpíada de Inverno de PyeongChang 2018. A competição, que acontece entre os dias 9 e 18 de março na Coreia do Sul, terá a participação do veterano Andre Cintra no snowboard e de Aline Rocha e Cristian Ribera no esqui cross-country.

É a segunda vez que atletas paralímpicos brasileiros viajam para participar do mais importante evento esportivo de neve do mundo. Em 2014, o país estreou na edição sediada em Sóchi, na Rússia, levando dois atletas: o snowboarder André Cintra e a esquiadora cross-country Fernando Aranha.
Nesta edição, o fato inédito ficou por conta da presença de Aline Rocha, a primeira mulher a fazer parte do grupo de atletas nas Paralimpíadas e a única competidora sul-americana nos jogos. “É a segunda vez seguida que o Brasil enviará uma delegação para os Jogos Paralímpicos de Inverno e, agora, com uma mulher na equipe. É gratificante ver a evolução que estas modalidades têm apresentado. Tenho certeza que os três representarão muito bem o nosso país na Coreia do Sul”. Declarou Mizael Conrado, presidente do CPB.

Aline Rocha garantiu sua classificação no final do ano passado, durante a Copa do Mundo de esqui cross-country, que aconteceu no Canadá. A atleta de 26 anos, da Região Sul do Brasil, já é destaque por marcar participações em Jogos Paralímpicos de Inverno e de Verão. Na Paralimpíada Rio 2016, ela competiu nas categorias atletismo 1.500 e 5.000 metros e também na maratona para cadeirantes (Classe T54).

Outro estreante Cristian Ribera, também do esqui cross-country, é natural de Rondônia e, pelo visto, uma grande promessa e orgulho para o esporte. O atleta de 18 anos iniciou no sit ski (esqui adaptado para quem não tem mobilidade nos membros inferiores) há três anos. Em dezembro de 2017 participou da etapa da Copa do Mundo de Vuokatti, na Finlândia, onde alcançou a pontuação de 48,19, a maior já registrada por brasileiros. Este resultado garantiu a vaga em PyeongChang.
A delegação conta com a experiência do veterano André Cintra, 38 anos, de São Paulo. O atleta ficou em 28o. lugar no snowboard cross, na Rússia, e tem como objetivo melhorar sua classificação.

“Estamos muito satisfeitos com o trabalho realizado desde nossa primeira participação. Vamos contar com a experiencia do André Cintra, teremos a juventude do Cristian Ribera e uma mulher, pela primeira vez, a Aline Rocha. No total, competiremos em dez provas em PyeongChang contra quatro em Sochi. O objetivo é bater as marcas conquistadas há quatro anos na Rússia.” Disse o Presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN), Stefano Arnhold.

A abertura dos Jogos Paralímpicos de Inverno de PyeongChang acontecerá no dia 9 de março (sexta-feira), às 8 horas (horário de Brasília). A delegação brasileira será a 15º a desfilar tendo Aline Rocha como porta-bandeira. “Ter sido escolhida porta-bandeira é uma grande honra. Fiquei emocionada e muito feliz. Nós, mulheres, temos mostrado nossa força e espero que a minha participação aqui contribua para que outras possam seguir o mesmo caminho”, afirmou a atleta.