LBF:Presidente Venceslau e Sampaio Basquete começam hoje sua série no interior paulista

, no interior paulista, o vice-líder Sampaio Basquete. A bola sobe às 20 horas, com transmissão ao vivo da LBF LIVE. Listamos aqui os principais motivos para não perder esta série:

TUDO IGUAL NA 1ª FASE

O primeiro confronto em fevereiro mostrou como o equilíbrio predomina quando Venceslau e Sampaio se enfrentam. A equipe paulista venceu em casa por 60 a 52, comandado por 22 pontos da argentina Agustina Leiva e pelo duplo-duplo de Barbara – 14 pontos e 12 rebotes, encerrando uma série de três derrotas na época. A equipe nordestina ainda não tinha a pivô Ziomara Morrison, que chegou uma semana depois.

Já na partida de volta, no Maranhão, o Sampaio vivia seu melhor momento na temporada e anulou o garrafão paulista, repetindo sua melhor atuação defensiva em 2018 no triunfo por 55 a 42. A vitória veio no dia dos 95 anos do Sampaio Correa e Briahanna Jackson e Tati Pacheco tiveram 11 pontos cada, e Ziomara completou outros 9. Ega teve grande atuação no garrafão ao apanhar 15 rebotes.

BRIGA BOA NO GARRAFÃO

As equipes possuem dois dos melhores garrafões do campeonato. De um lado, a maior reboteira da fase regular, a pivô Barbara, de Venceslau. Do outro, a segunda equipe na média por jogo, com 43,7 rebotes – número puxado pela chilena Ziomara Morrison, exímia pegadora de rebotes ofensivos e as experientes Karina Jacob e Ega. No time venceslauense, além de Barbara, o quinteto usado de costume pelo técnico Flavio Prado tem uma formação alta, com o apoio de Agustina Leiva e Izabela.

LEIVA E JACKSON, DESTAQUES NOS PRIMEIROS CONFRONTOS

Nas duas partidas da primeira fase, Venceslau teve em Agustina Leiva a sua principal jogadora. A pivô argentina registrou média de 19,5 pontos e 7,5 rebotes contra o Sampaio. Já Briahanna Jackson foi o principal expoente da Bolívia Querida – registra 17 pontos, 6 rebotes e 2 assistências de média contra a equipe paulista.

Outras jogadoras com bom retrospecto são Barbara, de Venceslau (8 pontos e 8,5 rebotes por jogo) e Ega, do Sampaio (8 pontos e 11,5 rebotes).

HISTÓRICO FAVORECE A BOLÍVIA

No histórico entre as equipes, amplo domínio do Sampaio: São 9 vitórias do tricolor maranhense contra apenas 2 da equipe paulista, em 11 confrontos desde a temporada 2015/2016.

PARA VIRGIL LOPEZ, O PLAYOFF É UM ‘NOVO CAMPEONATO’

Com 75% de aproveitamento na fase regular (12 vitórias em 16 jogos), o Sampaio é tido pelos números como o virtual favorito no duelo. Mas para o técnico Virgil Lopez, isso ficou para trás e esta fase de playoff terá uma nova história a ser vivenciada.

-A primeira fase foi marcada pelo equilíbrio entre todas as equipes. Conseguimos crescer ao longo desta etapa inicial, formando o nosso padrão de jogo, que é baseado em forte defesa. Agora, no playoff, trata-se de outro campeonato, mas temos que seguir em crescimento – , disse o comandante.

PARA FLAVIO PRADO, TUDO DEVE SER EM DOBRO

A equipe paulista vem de boa fase – terminou a fase classificatória com quatro vitórias seguidas. O técnico Flavio Prado quer aproveitar a crescente venceslauense, mas sabe que as atenções precisam ser redobradas no mata-mata.

– Sabemos da situação que vamos enfrentar. O que muda é que tem que ter uma concentração maior pela importância da partida, fazer tudo em dobro. Temos que estar mais concentrados, procurar fazer tudo dentro do jogo da melhor maneira possível, mentalizar a situação que vai ser favorável e uma ajudar a outra dentro da quadra -, alertou Prado.

A série, que se inicia nesta noite no Abegão, segue na terça-feira (1/5), às 11 da manhã, no GInásio Castelinho,em São Luís (MA). Se necessária a partida de número três acontece na quarta-feira (2/5), também no Maranhão.