Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

LBF:Confira dados, estatísticas e curiosidades do confronto entre Corinthians e Sampaio Corrêa

Líderes da fase de classificação da LBF CAIXA, Corinthians/Americana e Sampaio Corrêa Basquete comprovaram o favoritismo na fase semifinal dos playoffs do campeonato nacional, venceram suas respectivas séries por 2 a 1 e no restante do mês de abril brigam pelo título da sexta edição do principal campeonato de basquete feminino do Brasil.

A Liga de Basquete Feminino (LBF CAIXA) é uma competição que conta com o patrocínio master da CAIXA, e possui o apoio da Spalding, da Liga Nacional de Basquete (LNB) e do Ministério do Esporte.

Pela tradição
A cidade de Americana é uma das mais tradicionais do basquete feminino, inclusive possui três títulos da LBF CAIXA. Agora, o Corinthians busca manter essa tradição e vencer seu primeiro título do campeonato nacional.

Tudo igual
Corinthians e Sampaio Corrêa se enfrentaram em quatro confrontos diretos na fase de classificação da LBF CAIXA e cada equipe venceu duas partidas.

Surpreendeu
Nas rodadas duplas entre Corinthians e Sampaio na fase de classificação da LBF CAIXA o visitante saiu de quadra com vitória na primeira partida.

Baita recuperação
Com a vitória do visitante no primeiro jogo, o mandante se recuperou e venceu com folga a partida seguinte da rodada dupla. No 1º turno, vitória do Sampaio Corrêa por 90 a 57, e no 2º turno, triunfo do Corinthians por 81 a 68.

Fator casa
Foram realizados seis partidas na fase semifinal dos playoffs da LBF CAIXA 2015/2016 e em todas o time que atuou ao lado de sua torcida saiu com a vitória. Será que isso se repetirá na Final?

Aproveitamento alto
Falando em jogar em casa, tanto o Corinthians quanto o Sampaio Corrêa possuem aproveitamentos incríveis como mandantes na LBF CAIXA. A equipe de São Paulo possui campanha de 11 vitórias em 12 partidas, e a equipe maranhense dez triunfos em 12 partidas.

De prima?
O Sampaio Corrêa busca o título da LBF CAIXA logo em sua primeira disputando o principal campeonato de basquete feminino do Brasil.

Bom duelo
A Final da LBF CAIXA terá em quadra as duas cestinhas da fase de classificação: Damiris, do Corinthians, dona de 19,7 pontos por jogo, e Iziane, do Sampaio Corrêa, com média de 16,5 pontos.

Continuam firme
Ainda falando de Damiris e Iziane, as duas atletas foram as cestinhas de suas respectivas equipes na fase semifinal: Damiris com média de 21 pontos e Iziane com 15,5 tentos por jogo.

Manteve a média
O Corinthians foi o dono do melhor ataque da fase de classificação, com média de 75,3 pontos por jogo. Nos playoffs, o time alvinegro anotou em média 75,3 pontos por jogo e se manteve como o melhor ataque.

Grande mudança
Já os números ofensivos do Sampaio mudaram bastante. Na fase de classificação a equipe maranhense teve média de 75,5 pontos por jogos, já nos playoffs a média caiu para apenas 57,6 pontos.

Recorde pessoal
Destaque da campanha do Corinthians na LBF CAIXA, a pivô Gilmara conquistou seu recorde pessoal em rebotes em partida contra o Sampaio Corrêa na fase de classificação, com 11 sobras recuperadas.

Segundo seguido?
Na temporada passada, Palmira vestia a camisa do Americana e conquistou o título da LBF CAIXA. Agora, a ala busca repetir o feito, desta vez com a camisa do Sampaio Corrêa.

Pela primeira vez
Uma das grandes atletas da história da LBF CAIXA, a experiente ala Iziane terá pela primeira vez a oportunidade de vencer o título do principal campeonato de basquete feminino do Brasil.

Tem experiência
Dona de quatro títulos nacionais como jogadora (2004, 2005, 2006 e 2007), a cubana Lisdeivi Pompa busca vencer mais uma troféu nacional, desta vez como técnica.

Tem história
Grande referência da torcida da equipe da cidade de Americana, a experiente ala/armadora Karla Costa pode vencer o quarto título da LBF CAIXA de sua carreira.

Só no Jogo 3
Para chegar na Final, o Corinthians venceu o Maranhão na série semifinal dos playoffs pelo placar de 2 a 1.

Também no último
Já o Sampaio Corrêa também precisou de três jogos para vencer sua série semifinal, contra o América de Recife, pelo placar de 2 a 1.

Mais que o dobro
O Corinthians se mostrou o time mais solidário durante a fase semifinal, com média de 15,6 assistências por jogo. Já o Sampaio Corrêa foi o segundo time que menos deu assistências, com média de apenas 6,0.