FMJ realiza planejamento das atividades para 2024

A Federação Maranhense de Judô (FMJ) segue seu cronograma de planejamento das atividades que serão desenvolvidas pela entidade ao longo de 2024. A diretoria da entidade se reuniu esta semana para concluir o calendário oficial da FMJ, que deverá ser divulgado oficialmente nos próximos dias. A expectativa é que a nova temporada do judô maranhense conte com mais competições, cursos de capacitação, exames de graduação, dentre outras novidades. 

De acordo com o presidente da FMJ, sensei Rodolfo Leite, o objetivo da federação é seguir sendo referência no que diz respeito ao fomento do esporte no Maranhão. Para isso, o calendário de 2024 da entidade deverá sofrer algumas mudanças visando o fortalecimento do judô tanto na capital quanto no interior. 

“Estamos trabalhando para que o judô cresça ainda mais. Em 2024, nossa meta é realizar mais eventos esportivos ao longo do ano e mais atividades voltadas para o âmbito escolar. Vamos seguir incentivando, em parceria com o Conselho Regional de Educação Física do Maranhão (CREF21/MA), a capacitação dos professores de lutas de combate e dos profissionais de Educação Física que trabalham diretamente com o judô. Acredito em um 2024 ainda mais brilhante do que tivemos em 2023, com nossos judocas sendo destaques a nível regional, nacional e internacional”, afirmou o dirigente da FMJ. 

Conquistas e cursos 

Em termos de resultados esportivos, a temporada passada foi espetacular para o judô maranhense. Os judocas do Maranhão subiram ao pódio nas principais competições do ano, como os Campeonatos Brasileiros Sub-18 e Sub-21 e a Copa Pan-Americana com os atletas Antônio Eduardo Rocha, Ítalo Mazzili, e Ranieri Segundo. Internacionalmente, Antônio Eduardo Rocha e Ítalo Mazzili representaram o Brasil no Mundial de Judô Sub-18 em Zagreb (Croácia) e no Mundial Universitário em Chengdu (China), respectivamente. 

No Brasileiro da Região I, realizado em Macapá (AP), o Time Maranhão sagrou-se campeão geral masculino. Já no Campeonato Sul-Americano Veteranos de Judô, competição realizada na cidade de Guayaquil (Equador), os judocas Márcio Barbosa, José Bonifácio, José Góes e Rafael Ribeiro conquistaram 4 medalhas de ouro.  

Ao longo da temporada, a FMJ promoveu cursos de preparação para os candidatos a exames de graduação. Além deles, a entidade, em parceria com o Conselho Regional de Educação Física do Maranhão (CREF21/MA), concluiu o ano passado promovendo o Curso de Judô: Lutas na Educação Física Escolar. As aulas teóricas e práticas foram ministradas pelo vice-presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) e presidente do Conselho Regional de Educação Física do Piauí (CREF 15/PI), sensei Danys Maia Queiroz. 

Destaques 

Em 2023, a FMJ empossou os membros do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) e da Comissão Disciplinar com o objetivo de buscar excelência na gestão esportiva. Os dois órgãos atendem as disposições previstas no artigo 217 da Constituição Federal e têm como função a moralização do esporte. O presidente do TJD da FMJ é o advogado Eduardo Duailibe, enquanto o advogado Marcel Campos conduz a Comissão Disciplinar. 

Além dessa conquista administrativa que busca excelência na gestão esportiva, a FMJ também foi destaque. A entidade foi premiada por fomentar e contribuir com o desenvolvimento do judô no âmbito educacional. A premiação, promovida e entregue pela Federação Maranhense do Desporto Escolar (Femade) e pela Federação Acadêmica Maranhense de Esporte (Fame), reconheceu os esforços da FMJ em fomentar a prática da modalidade nas escolas e em promover festivais e eventos esportivos no Estado.