Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

Em entrevista serena, presidente demonstra otimismo com futuro Tricolor

O presidente Sergio Frota concedeu uma entrevista, na tarde desta segunda-feira, à Rádio Capital AM. Em bate-papo com os comunicadores Juraci Filho e José Carlos Teixeira, o dirigente Tricolor revelou a angústia com o último jogo e os planos para o futuro à frente da direção boliviana.

“Foi um golpe duro. Fui às cordas, mas já me restabeleci, porque é preciso seguir em frente. Ouvi muita bobagem após a derrota, e posso afirmar que não houve corpo mole, em hipótese alguma. Nosso grupo é comprometido, honrou a camisa do Sampaio durante todo o campeonato, e fiz questão de ir até ao vestiário, após a partida, cumprimentar um a um”.

Apesar de admitir que o acesso ficou bem distante, Frota ainda arranja motivos para manter seu otimismo, uma marca inabalável em sua gestão: “Não vendo ilusão. Óbvio que as chances são remotas, mas não joguei a toalha, e não estou satisfeito. Vamos terminar o campeonato com dignidade e depois ver o que acontece. Continuo sendo audacioso. Sigo sonhando. Erro, mas erro brigando, sempre apostando naquilo em que eu acredito”, afirmou o presidente.

Independente do que aconteça até o fim da competição, Sergio Frota tem uma certeza: Vai seguir trabalhando para colocar o Sampaio sempre em um lugar de destaque no futebol brasileiro: “Trabalho com coração. No dia em que o Sampaio entrar em campo, e não me emocionar, eu largo tudo. Temos momentos de vitória e derrota, mas aprendemos muito mais nas derrapadas. Agradeço ao torcedor, que sempre esteve conosco, e sei que estará, até o fim nessa caminhada, e lamento não ter conseguido recursos necessários para chegar mais forte nessa reta final. No entanto, sigo firme no meu propósito. Não vou desistir desse sonho”, frisou, confiante.

Frota lembra que o acesso do Sampaio seria um feito de grande retorno, não só para o futebol maranhense, mas para o estado de uma forma geral, com a geração de emprego e renda, o crescimento da indústria do turismo e a valorização do esporte local.

Sobre o futuro da equipe, o presidente Tricolor ainda não pôde confirmar maiores detalhes, mas deixa claro que o planejamento de 2016 já está em andamento: “Já mantive as conversas preliminares sobre a permanência da comissão técnica. O Condé é um grande técnico, com excelente trabalho de campo, tem comando de grupo, além de bom caráter. É o perfil que se encaixou com a nossa filosofia, e desejamos dar continuidade, mas vamos aguardar. Ele tem propostas, e precisa avaliar o que for melhor para a carreira dele”.

O presidente finalizou sua participação no programa alegando que vai trabalhar para manter a base da equipe, dentro da proposta orçamentária do clube, no intuito de que o Sampaio possa voltar em 2016 ainda mais forte.