Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

COPA DO BRASIL: Moto Club enfrenta a Ponte Preta-SP pela 2º fase

O Moto Club estreia nesta quinta-feira (7), nas disputas da segunda fase da Copa do Brasil 2015. O adversário do Rubro Negro Maranhense, será a equipe da Ponte Preta-SP, com jogo programado para ás 19h30 no estádio Castelão em São Luís.

No jogo desta quinta-feira (7), o técnico Filinto Holanda não poderá contar os jogadores Felipe Dias e Ícaro. O primeiro viajou ao Rio de Janeiro para resolver problemas pessoais e ainda não retornou, enquanto Ícaro deixou o clube.

Por outro lado, o treinador espera poder contar com os jogadores Chico Bala e Sandro, que disputaram o Maranhense pela equipe do São José. Os dois jogadores aguardam a confirmação dos seus nomes no Boletim Informativo Diário (BID)

O time provável do Moto Club para o jogo deverá formar com: Ranieri; Edson Pacujá, Luís Fernando, Rodolfo e Rodrigo; Deivid, Sandro, Kléo e Wanderley; Henrique e Naôh.

PONTE PRETA

A equipe da Ponte Preta está na capital maranhense desde a noite da última terça-feira (05). A comissão técnica da Macaca optou por trazer jogadores que não vem atuando com frequência para este jogo, como é o caso do atacante Diego Oliveira, recém contratado e que pode fazer sua estreia.

“Todos esperam a sua oportunidade e essa partida vai ser boa chance para quem não vem jogando. Eu estava um pouco parado, mas me preparei da melhor maneira possível para ir lá e poder ajudar aos companheiros. Estou muito feliz de poder fazer minha estreia nesse jogo e acredito que vai ser muito bom. Já fiz dois jogos treinos aqui e o entrosamento não vai ser problema, dentro de campo nós conversamos para ir se encaixando”, diz Diego Oliveira.

Outros fatos que mostram as mudanças no time para este confronto são que o comandante do time será o auxiliar técnico Alexandre Faganello e o meia Leandrinho de apenas 16 anos também pode fazer sua estreia no profissional alvinegro. “O Guto não vai, mas isso não muda nada. Os outros profissionais que vão para lá todo tem qualidade. O Leandrinho é jovem e procuramos sempre falar com ele. Se ele não tivesse qualidade não estaria aqui. Nós sabemos da capacidade dele e acredito que não vai sentir o peso de jogar”, comenta Diego Oliveira.