Boxe: Maranhense Francisco Learte decide título brasileiro

O título brasileiro interino do Conselho Nacional de Boxe (CNB) – categoria super meio-médio – estará em jogo no próximo dia 3 de agosto, em São Paulo (SP). Francisco Learte, maranhense de São Luís, radicado na capital paulista, atleta Cruel Fight, enfrentará o amazonense Morrama Araújo, de Manaus, em combate de 10 rounds, marcado para o Teatro Nair Bello, do CEU Quinta do Sol, no Parque Císper, na zona leste. Os pugilistas vêm de vitórias em suas últimas lutas e têm treinado forte para o confronto.
 
“Estou me dedicando muito, treinando com três profissionais do boxe, de manhã, à tarde e à noite. Cada luta que faço tem uma preparação diferente. Graças a Deus estou indo muito bem, preparação 100%, rumo à vitória”, afirma Learte, que tem um cartel de quatro lutas no boxe profissional, com uma vitória e três derrotas.
 
“Minha preparação está bem intensa, totalizando umas seis horas de treino por dia. Não sou de estudar adversário nenhum. Treino, confio no meu boxe e entro no ringue para impor o meu ritmo”, explica Morrama, com um cartel de cinco lutas no boxe profissional – três vitórias e duas derrotas.
 
Adversários na busca pelo cinturão brasileiro, os dois começaram a lutar influenciados pelo pai. “Tudo teve início com meu pai, vendo as lutas na TV”, conta Learte. “A minha família tem tradição no esporte. Meu bisavô, meu avô e meu pai foram lutadores e, ele, meu grande professor”, observa Morrama.
 
Learte foi um dos destaques do Cruel Fight Downtown São Paulo, realizado no dia 8 de junho, no Complexo #9, no bairro da Bela Vista, na capital paulista, o primeiro evento organizado pela promotora Cruel Fight, comandada pelo boxeador Fernando Cruel e o empresário Marcelo Jabur, unindo esporte e entretenimento, com programa de lutas profissionais e amadoras e, também, muita música e iluminação especial.
 
A Cruel Fight está cuidando da carreira de boxeadores como Learte desde o ano passado. É uma promotora com ideias inovadoras, que quer ajudar, com a realização de diferentes eventos e atividades, a mudar a realidade atual da modalidade no Brasil. O objetivo é tornar o esporte mais atrativo para quem pratica e para quem acompanha, resgatando a história vitoriosa do boxe brasileiro.