Sergipe1x3 Moto Club: Papão do Norte de despede da Copa do Nordeste vencendo

O Sergipe entrou em campo podendo garantir a vaga na próxima fase da Copa do Nordeste, mas deixou o gramado amargando uma eliminação. Na tarde deste sábado, na última rodada da primeira fase, o Gipão acabou derrotado pelo Moto Club, por 2 a 1, na Arena Baptistão, em Aracaju.

Com o resultado, o Sergipe terminou com a segunda pior campanha do Grupo A com apenas três pontos, enquanto o Moto Club ficou em penúltimo do Grupo B, com onze, deixando a lanterna com o Confiança, maior rival do Sergipe. 

A eliminação dupla na Copa do Nordeste faz com que as duas equipes foquem apenas em seus respectivos estaduais. Ambos terão partidas decisivas na quarta-feira. O Sergipe enfrenta o Confiança na penúltima rodada do hexagonal final enquanto o Moto Club enfrenta o Maranhã pela semifinal do Maranhense. 

O JOGO
Para quem estava precisando do resultado, o Sergipe começou o duelo bastante recuado e só foi criar a primeira chance de gol aos 23 minutos em finalização de Brendon. O Moto Club entrou com uma estratégia bem clara, de se fechar e procurar o contra-ataque. Em velocidade, Paulinho e Gleissinho tiveram a chance de marcar. 

O Sergipe entrou em campo podendo garantir a vaga na próxima fase da Copa do Nordeste, mas deixou o gramado amargando uma eliminação. Na tarde deste sábado, na última rodada da primeira fase, o Gipão acabou derrotado pelo Moto Club, por 2 a 1, na Arena Baptistão, em Aracaju.

Com o resultado, o Sergipe terminou com a segunda pior campanha do Grupo A com apenas três pontos, enquanto o Moto Club ficou em penúltimo do Grupo B, com onze, deixando a lanterna com o Confiança, maior rival do Sergipe. 

A eliminação dupla na Copa do Nordeste faz com que as duas equipes foquem apenas em seus respectivos estaduais. Ambos terão partidas decisivas na quarta-feira. O Sergipe enfrenta o Confiança na penúltima rodada do hexagonal final enquanto o Moto Club enfrenta o Maranhã pela semifinal do Maranhense. 

O JOGO
Para quem estava precisando do resultado, o Sergipe começou o duelo bastante recuado e só foi criar a primeira chance de gol aos 23 minutos em finalização de Brendon. O Moto Club entrou com uma estratégia bem clara, de se fechar e procurar o contra-ataque. Em velocidade, Paulinho e Gleissinho tiveram a chance de marcar. 

Antes do intervalo, no entanto, quem chegou com perigo foi o Sergipe. Mesmo recebendo entre dois zagueiros, Wander teve espaço para finalizar e obrigar o goleiro adversário a fazer grande defesa. No segundo tempo, no entanto, não deu para os donos da casa. 

Logo aos quatro minutos, a bola ficou viva dentro da área em dividida de Evandro Russo com Claudio Baiano e sobra para Gleissinho. que só tocou para o fundo das redes. Em seguida, aos 12, novamente Gleissinho, desta vez tabelando com Pedro Dias, deu outro toque na saída do goleiro. 

O Sergipe bem que teve oportunidade de marcar, mas Rodolfo fez um milagre quase em cima da linha para abafar finalização de Heverton. A torcida do Gipão já não era das mais felizes e virou de vez contra o time após Elton perder pênalti de forma displicente aos 18 minutos. Aos 23 minutos, o Moto Club ainda chegou ao terceiro gol com Wander, finalizando contra-ataque. 

Em meio aos protestos da torcida, o Sergipe ainda descontou. Zé Mario concluiu grande jogada de Hereda em cabeçada certeira. Apesar da bela finalização, o estrago estava feito. Após a bola rolar, a torcida do Gipão seguiu protestando, aumentando ainda mais a pressão para o clássico contra o Confiança na quarta-feira.

Antes do intervalo, no entanto, quem chegou com perigo foi o Sergipe. Mesmo recebendo entre dois zagueiros, Wander teve espaço para finalizar e obrigar o goleiro adversário a fazer grande defesa. No segundo tempo, no entanto, não deu para os donos da casa. 

Logo aos quatro minutos, a bola ficou viva dentro da área em dividida de Evandro Russo com Claudio Baiano e sobra para Gleissinho. que só tocou para o fundo das redes. Em seguida, aos 12, novamente Gleissinho, desta vez tabelando com Pedro Dias, deu outro toque na saída do goleiro. 

O Sergipe bem que teve oportunidade de marcar, mas Rodolfo fez um milagre quase em cima da linha para abafar finalização de Heverton. A torcida do Gipão já não era das mais felizes e virou de vez contra o time após Elton perder pênalti de forma displicente aos 18 minutos. Aos 23 minutos, o Moto Club ainda chegou ao terceiro gol com Wander, finalizando contra-ataque. 

Em meio aos protestos da torcida, o Sergipe ainda descontou. Zé Mario concluiu grande jogada de Hereda em cabeçada certeira. Apesar da bela finalização, o estrago estava feito. Após a bola rolar, a torcida do Gipão seguiu protestando, aumentando ainda mais a pressão para o clássico contra o Confiança na quarta-feira.