Marcelo Medeiros vence a primeira especial dos Sertões 2019 nos quadriciclos

Please enter banners and links.

O piloto Maranhense, da equipe Taguatur Racing Team, largou na frente entre os quadriciclos. A primeira etapa, neste domingo, foi entre Campo Grande (MS) e Costa Rica (MS), com 415 km cronometrados.

A bordo de um Yamaha 700, o bicampeão Marcelo Medeiros faturou os primeiros 415 quilômetros do total de 2.832 km cronometrados que compõem o roteiro dos Sertões 2019. A primeira etapa que compreendeu os trechos entre Campo Grande (MS) e Costa Rica (MS), foi considerada uma prova completa. Os pilotos encararam um pouco de tudo: terrenos de trial,  água e rios,  trechos de lombadas, mas também com retas que permitiam aos pilotos imprimirem velocidade média alta neste primeiro dia de rally.  “Conseguimos imprimir um ritmo bom. No início da prova, precisei ultrapassar algumas motos, mas não tive problemas. Tinham muitas retas, lombadas, trechos de trial e muito calor. Agora é revisar o equipamento para a segunda etapa”, disse Medeiros. 
Nesta segunda-feira, a caravana segue para a segunda etapa que vai de Costa Rica (MS) para Barra dos Garças (MT), uma distância maior de 533km de prova especial. Patrocinados pela FC Oliveira, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, piloto e equipe contam com uma forte estrutura de apoio para resistir durante os oito dias de prova, incluindo mecânico, auxiliar e cozinheiro. Tudo isso para encarar uma prova que desafia a potência da Yamaha 700 e a resistência física e psicológica do piloto.  Nesta edição, o Rally dos Sertões promete um roteiro ainda mais desafiador durante as oito etapas. Serão dias intensos que levarão os pilotos ao limite. Eles vão encarar todo tipo de estrada, terrenos e trilhas durante a travessia nos seis estados (Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará) e nove cidades do roteiro, que vai revelar paisagens incríveis e os diferentes aspectos do sertão brasileiro. 
Outro destaque da competição é a tradicional Etapa Maratona, distância que deve ser encarada sem o apoio de manutenção da equipe. Ou seja, caso o quadriciclo apresente algum problema, o próprio piloto terá que fazer os reparos. No Sertões 2019, a maratona inicia no Jalapão e finaliza nos cânions do Bom Jesus (PI), totalizando 1300 km de resistência. Marcelo Medeiros conta com patrocínio da FC Oliveira, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Sertões e o apoio é da Taguatur Fiat.

Resultado da primeira etapa (extra-oficial) 1º #102 -Marcelo Medeiros 5h44min57 2º #105- Giovanni de Castro 6h02min40 3º #107 – Milton Martens 6h13mim37 4º #102- Wescley Dutra 6h16min36 5º #104 -Hélio Pessoa 6h57min42 6º #106 – Fábio Freire (não completou a prova)
Confira o roteiro do Sertões 2019: No total, serão percorridos 4.887,59 km sendo 2.858,46 km de especiais, percentual de Especiais de 58,4%.
1ª etapa – 25/08 Campo Grande – MS/ Costa Rica – MS DI – 19,69 km ESP – 437,19 km DF – 30,54 km Total: 487,42 km   2ª etapa – 26/08 Costa Rica – MS/ Barra do Garças – MT DI – 89,77 km ESP – 533,08 km DF – 21,51 km Total: 644,36 km   3ª etapa – 27/08 Barra do Garças – MT/ São Miguel do Araguaia – GO DI – 111,07 km ESP – 403,51 km DF – 250,24 km Total: 764,82 km   4ª etapa – 28/08 São Miguel do Araguaia – GO/ Porto Nacional – TO DI – 69,11 km ESP – 275,76 km DF – 226,98 km Total: 570,10 km   5ª etapa – 29/08 Porto Nacional – TO/ São Félix do Tocantins – TO DI – 141,96 km ESP – 330,34 km DF – 2,72 km Total: 475,02 km   6ª etapa – 30/08 São Félix do Tocantins – TO/ Bom Jesus – PI DI – 0km ESP – 535,60 km DF – 2,25 km Total: 537,85 km   7ª etapa – 31/08 Bom Jesus – PI/ Crateús – CE DI – 2,13 km ESP – 324,98 km DF – 628,98km Total: 955,80 km     8ª etapa – 01/09 Tauá (PI)/ Aquiraz – CE DI – 428,27 km ESP – 18 km DF – 5,95 km Total: 452,22 km