Do tênis ao poker: o que fazem os principais técnicos do futebol brasileiro no tempo livre

Please enter banners and links.

Historicamente, o Brasil é um dos países com mais técnicos demitidos a cada temporada do futebol mundial. Sendo assim, a pressão gerada por resultados positivos é muito grande e muitas vezes os treinadores têm uma rotina de estresse que podem gerar problemas de saúde. Vem sendo corriqueiros os casos de treinadores que tiram meses sabáticos após a finalização de um ciclo.

“O técnico de futebol começa a viver a situação de estresse no Brasil desde a hora em que é contratado até o momento em que é demitido. Talvez seja no Brasil uma das profissões mais estressantes”, avalia Jomar Souza (ex-médico de Bahia e Vitória), em entrevista para o portal IG.

Para aliviar parte dessa rotina estressante e evitar problemas futuros, os treinadores têm procurado cada vez mais saídas em atividades ou formas de lazer que não vão na mesma direção do futebol — como mostraremos na sequência.

Rogério Ceni, treinador do Fortaleza

Um dos maiores ídolos da história do São Paulo, Rogério Ceni tem se destacado como treinador do Fortaleza e seu título mais importante na equipe cearense em 2019 foi a conquista da Copa do Nordeste.

No tempo livre, Ceni gosta de jogar tênis para aliviar a tensão do trabalho como técnico de futebol. Além disso, depois que se aposentou dos gramados como jogador, ele encontra mais tempo e liberdade para jogar o esporte da bolinha amarela. Outro hobby do ex-goleiro é a culinária. Nos momentos de folga, o treinador do Fortaleza tem o hábito de fazer churrasco e sua especialidade é a picanha.

Mano Menezes, treinador do Palmeiras

Com passagens vitoriosas por Grêmio, Corinthians e Cruzeiro, Mano Menezes treina atualmente um dos melhores elencos do futebol brasileiro, o Palmeiras. Como todo e qualquer treinador de time de massa do Brasil, ele sofre muita pressão por títulos e procura trabalhar esses fatores externos com muita tranquilidade.

Mano tem hobbies típicos de seu Estado, o Rio Grande do Sul. Ele é visto frequentemente com sua cuia de chimarrão e seus passatempos são bem caseiros. Pessoas próximas dele também garantem que ele é um bom churrasqueiro.

Em 2015, ano em que treinava o Cruzeiro, Mano organizou um churrasco após o término da equipe celeste no Campeonato Brasileiro e convidou pessoas próximas para uma festa de confraternização.

Roger Machado, treinador do Bahia

Jovem treinador e conhecido por ser um grande estudioso do futebol, Roger Machado é uma figura muita tranquila longe da área técnica do Bahia. Ele entende que a rotina do futebol profissional desgasta muitos os envolvidos e que é preciso algumas pausas para recarregar as energias.

Um dos hobbies prediletos de Roger é marcenaria. Em 2015, o treinador se inscreveu em um curso de marcenaria e gostou do método aplicado, apesar de não ter tido muito para se aprofundar mais. “Sempre gostei de madeira. Fui me informar, conheci um curso e gostei do método”, disse Roger, em declarações para o site Grêmio Avalanche.

Jorge Sampaoli, treinador dos Santos

Responsável direto pela boa campanha do Santos no Campeonato Brasileiro, o argentino Jorge Sampaoli é um treinador acima média e gosta de um futebol ofensivo. Agitado dentro da área técnica, ele procura ser uma pouco mais tranquilo fora do ambiente de jogo.

Além de gostar de assistir séries, Sampaoli leva uma vida regrada à muita atividade física. Ele joga diversas modalidades, como futevôlei, futmesa, beach tennis, entre outras.

Outros hobbies do argentino são a leitura, o rock’n’roll e a academia. Também vale destacar que Sampaoli é visto frequentemente andando de bicicleta e passeando como seus cachorros na cidade de Santos.

Renato “Gaúcho” Portaluppi, treinador do Grêmio

Ídolo como jogador e treinador do Grêmio, Renato Gaúcho faz excelente trabalho no tricolor gaúcho e muitos especialistas um dos melhores do futebol brasileiro.

Ele nunca escondeu à imprensa que gosta de passar muito tempo na praia. “Meu hobby é ir à praia. Tem treinador que gosta de pescar, outros de viajar, qual é o problema?”, indagou ele, em declarações à Veja.

Uma das paixões de Renato é o futevôlei e sempre que vai ao Rio de Janeiro reúne os amigos dos tempos de futebolista profissional para organizar partidas. Em 2012, ele ajudou o Brasil a levar o troféu de campeão do Mundial de futevôlei 4×4.

Vanderlei Luxembrugo, treinador do Vasco da Gama

Treinador com mais títulos de Campeonato Brasileiro e com passagens por seleção brasileira e Real Madrid, Vanderlei Luxemburgo tenta reerguer a sua carreira vitoriosa no Vasco da Gama e tem agradado uma boa parcela da torcida cruzmaltina em 2019.

Apontado como grande motivador ao armar suas equipes, Luxemburgo adora atividades fora do futebol que envolvem um campo estratégico desafiador e competitivo ao mesmo tempo e foi nos esportes da mente que ele encontrou uma de suas práticas preferidas.

Uma das atividades prediletas de Luxemburgo no tempo ócio é jogar poker com os amigos. Além disso, ele acumula aparições com certa frequência em eventos grande porte no Brasil e em São Paulo — com participações em torneios de celebridades no Campeonato Brasileiro de Poker, por exemplo.

“Luxemburgo começou a jogar poker nos tempos de futebolista profissional”

No Desafio das Estrelas de 2018, evento de poker que contou com muitas figuras conhecidas do público brasileiro — como o ex-nadador Thiago Pereira, o ex-jogadores Ademir da Guia e Fabio Luciano, o músico Andreas Kissser e tantos outros —, Luxemburgo foi muito bem e encerrou participação no evento com o vice-campeonato.

Sua admiração pelo poker começou ainda nos tempos de jogador profissional, na década de 1970, época em que defendia o Flamengo. Ao lado de outros jogadores, ele desenvolveu suas habilidades no esporte das cartas nas concentrações do rubro-negro carioca e nunca mais abandonou o poker.

Luxemburgo gosta de jogar a variação Texas hold ‘em, uma das mais praticadas no mundo, mas também não deixa de lado o Omaha (outra variação popular no poker). Em novembro do ano passado, ele testou suas habilidades no Omaha e conquistou uma vaga para disputar um do torneio High Roller da modalidade no Campeonato Brasileiro de Poker.

Alguns hobbies de treinadores estrangeiros

Treinador do Manchester City-ING e tido com um dos melhores treinadores do século XXI, o espanhol Pep Guardiola aproveita o tempo livre de várias maneiras. Ele gosta de jogar xadrez, cozinhar e escutar músicas relaxantes.

Já o alemão Jurgen Klopp, treinador do Liverpool-ING e atual campeão da UEFA Champions League, gosta de escutar o estilo musical heavy metal e adora jogar lawn bowls, uma espécie de bocha jogada na grama.