Sem desanimar, Sampaio intensifica preparação para enfrentar o Paraná

O Sampaio Corrêa terá um fim de semana de muito trabalho. A luta para escapar da incômoda situação no campeonato não tem trégua, e, por mais que o quadro se mostre completamente desfavorável, os jogadores não baixam a guarda, e seguem em ritmo intenso de atividades. Como neste sábado, dia em que a equipe realizou mais uma sessão de treino preparatório para enfrentar o Paraná.

Rodrigo Ramos é um dos atletas bolivianos que guardam em seu íntimo aquela ponta de esperança. Uma chama que insiste em não se apagar, apesar do panorama desfavorável na tabela de classificação: “Eu me sinto muito mal com tudo isso que estamos passando. Não consigo nem sair de casa. Mas, não há outra alternativa para nós que não seja batalhar e acreditar até onde for possível. E é isso que iremos fazer”, definiu o Paredão Tricolor.

Soldado dos grandes momentos do Sampaio nos últimos anos, Rodrigo olha para trás e lembra as situações já vividas no clube, e acredita que este pode ser mais um obstáculo a ser superado vestindo a camisa boliviana: “Já passamos por momentos muito difíceis aqui no Sampaio, como em 2013, ocasião em que todos achavam que não conseguiríamos nos classificar, e fomos lá no Castelão, em Fortaleza, para arrancar a classificação. Claro que a situação é diferente, e bem mais complicada, mas tenho fé que esse vento ainda possa soprar a nosso favor. Não vamos desistir”, afirmou.

Em capo, o técnico Flávio Araújo promoveu uma movimentação tática, ajustando o melhor posicionamento da equipe, e aproveitou para acertar a defesa nas jogadas de bola parada.

Neste domingo, a o grupo Tricolor volta a treinar no CT José Carlos Macieira, às 9h da manhã. À tarde, a delegação embarca rumo a Curitiba para enfrentar o Paraná, num jogo visto por todos como de vida ou morte. Em se tratando do Sampaio, viver é só o que interessa.