Musculação na infância e na adolescência pode ser permitida?

A prática de atividade física é capaz de trazer benefícios para todas as idades, mas, quando estamos falando de crianças, é preciso ter um pouco mais de cuidado. A musculação, por exemplo, é muito popular entre os adultos e nem sempre é recomendada para os pequenos. No entanto, desde que seja feita com responsabilidade, seguindo as recomendações médicas e dos profissionais de educação física, pode ser benéfica para as crianças.

Existe um mito de que a prática de musculação pode atrapalhar no crescimento de crianças e adolescentes. Entretanto, aos poucos, essa informação tem sido refutada por estudos realizados ao redor do mundo. Conforme a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a atividade é segura quando os limites da criança são respeitados e se ela for feita com o acompanhamento de um especialista.

A musculação pode ser realizada a partir dos 9 anos de idade, segundo a American Academy of Pediatrics. Apesar disso, antes de dar início, é importante passar por uma avaliação médica em um pediatra, para ter a certeza de que a atividade é indicada e de que não terá efeitos negativos.

Na fase de infância e adolescência, é preciso que as atividades sejam adaptadas para a sua idade e tamanho, tanto para mantê-las interessadas nos exercícios quanto para evitar o surgimento de lesões. Para chamar sua atenção, é preciso que as atividades sejam mais lúdicas, introduzindo a prática de esporte de maneira divertida, utilizando brincadeiras e outros artifícios semelhantes.

Como os aparelhos nas academias são desenvolvidos e adaptados para pessoas adultas, que possuem  estatura maior, é preciso pensar em alternativas para que os mais jovens realizem os exercícios. Nada impede que as crianças façam exercícios como flexões, agachamentos e abdominais que utilizam apenas o peso de seu próprio corpo, desde que estejam acompanhadas de um profissional qualificado, orientando sobre a execução correta e passando treinos mais leves, que não os sobrecarreguem.

A atividade pode trazer vantagens para o desenvolvimento da criança e do adolescente. Além de fortalecimento muscular e resistência, são trabalhados a flexibilidade, agilidade, coordenação motora, equilíbrio e velocidade. No caso de esse jovem praticar outra atividade física, como a dança, o futebol ou a natação, a musculação também pode ajudar a melhorar o seu desempenho e diminuir o risco de lesões nesses outros esportes.

Além disso, praticar musculação auxilia no fortalecimento dos músculos do core, causando uma melhora na postura e evitando problemas futuros, ao mesmo tempo que também aumenta a resistência de ossos e articulações. Iniciar a prática de atividades físicas desde cedo também ajuda a introduzi-las para uma vida mais ativa, facilitando manter o hábito no futuro.

Dessa forma, ajuda também a combater o sedentarismo e a obesidade, além de diminuir a probabilidade de ter pressão alta. É importante que a prática seja realizada utilizando calçados próprios para atividades físicas, como um tênis Adidas infantil, e roupas adequadas, frescas e confortáveis, de preferência de fibras naturais, como algodão, para tornar o processo de transpiração menos incômodo.