Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

Maranhense integra a Seleção Brasileira de Nanismo

Eles estão na linha de frente da prestação dos serviços de água e esgoto e desempenham um papel essencial para a eficiência desses serviços. Estamos falando dos leituristas, também conhecidos como agentes comerciais, profissionais que têm o seu dia celebrado no dia 20 de julho. Diariamente, eles percorrem bairro a bairro, fazendo a medição individual do consumo de água e esgoto, e sanando as possíveis dúvidas dos clientes sobre os serviços de saneamento.

Raniere Siqueira, gerente comercial da BRK, alerta sobre dificuldades que os agentes em campo enfrentam, incluindo o aumento da violência: “Diariamente, nossos leituristas deparam-se com dificuldades para realizar a leitura, como cães bravos, a violência que vai desde ameaça à agressão física, e o difícil acesso ao medidor, como a existência de lixo e mato alto. Facilitar o acesso do profissional ao medidor, garante uma medição mais precisa do consumo.”

Jhonatan do Nascimento Pereira, 27 anos, trabalha na BRK há 4 anos e meio e é um leiturista “famoso”. Ele é atleta da BRASA (Seleção Brasileirade Futebol de Nanismo) e participou da Copa América Talla Baja, no Perú, em maio deste ano.

Único maranhense na seleção, Jhonatan joga bola desde os 4 anos e saiu pela primeira vez do Brasil no dia 17 de maio, quando aterrissou em Lima, no Peru. Na posição de fixo, que no futsal corresponde à atacante, atuou nos quatro jogos da seleção brasileira, com destaque para o passe do gol que levou o Brasil à sua primeira vitória contra o Marrocos. No jogo seguinte, houve empate entre Brasil e Paraguai e no terceiro jogo, deu Brasil contra a Guatemala.

O quarto e mais difícil jogo foi contra a Argentina, nosso rival também nas quadras e, mesmo sendo a favorita das seleções, o Brasil perdeu por 3×1, o que não apagou o brilho do nosso craque. Quando perguntado sobre os próximos passos, Jhonatan já se anima dizendo que está participando do X1 (jogo um a um entre atletas) e acabou de ganhar um jogo contra um amigo de seleção, que é de Teresina, no Piauí. Agora ele se prepara para a Copa do Mundo de Nanismo, que tem sua primeira edição prevista para 2023.

“Foco, treino e não desistir, isso é o que faz a diferença. Caras maiores do que eu me perguntavam como eu iria ser jogador com a minha altura. Fui pesquisar o que eu tinha de possibilidade para mostrar meu talento e foi quando conheci a BRASA”, conta Jhonatan.

É essa determinação que ele traz para o seu dia a dia como leiturista na BRK Maranhão. “É um trabalho em equipe como um jogo, cada um precisa fazer o seu papel para que o time ganhe. Às vezes encontramos dificuldades em campo, mas não podemos deixar isso impedir o objetivo final da equipe” finaliza Jhonatan..