Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

LBF: Sampaio Basquete e Vera Cruz Campinas fazem jogo 3 das Finais neste sábado (20)

Sábado decisivo na LBF 2022. Após os triunfos no Maranhão, o Sampaio Basquete tem 2 a 0 nas Finais contra o Vera Cruz Campinas e a primeira chance de fechar a série e conquistar o tricampeonato. O jogo 3 acontece no ginásio do Tênis Clube de Campinas (SP) a partir das 11 horas de Brasília.

A missão campineira não é das mais fáceis e ficou ainda mais complicada com a lesão de Leticia no jogo 1. A pivô sofreu uma fratura na mão esquerda e está fora das finais – o clube já havia perdido Licinara nas semifinais, com uma lesão no joelho esquerdo. Ambas já passaram por cirurgia e iniciaram o período de recuperação.

Cenário muito similar a 2019, quando a equipe paulista perdeu Melisa Gretter, com uma lesão na mão, e a decisão para o mesmo Sampaio por 3 a 0. Dificuldades que a equipe precisa superar para se manter viva em busca do título, como define a capitã, Tassia.

“Sabemos que estamos em uma situação complicada, mas ainda não tem nada resolvido. Estamos extremamente focadas, treinando muito para conseguir a vitória e forçar o quarto jogo. Vamos jogar em casa, contando com o apoio da nossa torcida e vamos em busca do resultado positivo.”, diz a ala/armadora, cestinha do Vera Cruz Campinas com média de 13,8 pontos em 23 jogos na temporada.

Do outro lado, muito respeito ao adversário. É o que diz Jennifer O’Neill, destaque e MVP do jogo 2, com 18 pontos.

“Nossa mentalidade será a mesma dos outros jogos. Entrar em quadra e jogar o nosso jogo. Controlar o que podemos, focar em nós mesmas e merecer a vitória. Sabemos que nada será dado a nós”, diz a porto-riquenha.

O Sampaio Basquete embarcou nesta quinta para Campinas com sua força máxima à disposição do treinador Rodrigo Galego. A equipe maranhense segue invicta nos playoffs, com seis vitórias em seis jogos, sobre Sport/Glória do Goitá, Santo André e Vera Cruz Campinas, adversário da decisão.

No jogo 1 da decisão, a Bolívia Querida esteve atrás do placar por boa parte do duelo e conquistou a virada nos minutos finais. Já na partida seguinte, após primeiro tempo equilibrado, deslanchou no terceiro período para abrir 2 a 0 na série.

O retrospecto das Finais é ainda mais favorável ao tubarão. Nas três vezes em que uma série melhor de cinco das decisão começou com uma equipe fazendo 2 a 0, ela sempre terminou como campeã – duas delas foi com o próprio Sampaio, em 2016 (venceu por 3 a 1 o Corinthians/Americana) e 2019 (3 a 0 sobre o Vera Cruz Campinas) . A outra foi na temporada passada, com o Ituano Basquete (varrida sobre o KTO/Blumenau, 3 a 0) .

Neste sábado, perder não é uma opção – para nenhum dos lados.

Sampaio Basquete