I Enduro da Ilha aconteceu reuniu motos e quadris na capital

Foi realizada na manhã do último domingo (31) a 1ª prova do Enduro da Ilha do Amor, válida pela 2ª etapa do Maranhense de Enduro. Com trechos com misto de pedras, areia, laços, cascalho, subidas e mata fechada, a prova contou com um percurso para nenhum piloto reclamar.
 
O evento de motos teve início no posto Americano, na Avenida dos Franceses e percorreu um percurso de 80 km nas diversas trilhas da capital, enquanto que os quadriciclos iniciaram sua prova na estrada da Raposa. Com duração média de 3 horas e 30 minutos, a prova contou com duas etapas, que contou com muita técnica, navegação e velocidades médias para os pilotos que encontraram muita diversão e competitividade. Ao final do evento, os organizadores agradeceram o apoio dos pilotos e patrocinadores que ajudaram a realizar a prova.  “Graças a Deus , a prova foi um sucesso. Tudo certo, sem acidentes e satisfação total. Novos e antigos trechos dentro da ilha fizeram parte do enduro. Deu trabalho! Mas valeu a pena. Todos satisfeitos. Valeu a presença de todos. Tivemos pilotos de outros estados e cidades. Presenças dos quadriciclos em números expressivos. Valeu aos nossos amigos que nos ajudaram de alguma forma a realizar esse evento.” Comentou Leonardo Batista
 
Terceiro colocado na prova, José Gonçalves destacou a importância do evento. “A prova foi Top! Os organizadores estão de Parabéns. Assinaram a carta para entrar no calendário como prova oficial por todos os anos! E eu estarei lá de novo, se Deus quiser!” Vencedor na categoria júnior, Silvio Morana foi outro piloto que deu destaque a prova. “Grande Léo, Humberto, Artur e Márcio. Prova show! Odômetro perfeito, trilhas bem escolhidas e principalmente a preocupação com a segurança, pois todos os perigos estavam sinalizados. Esse enduro tem que entrar no calendário do maranhense! O enduro precisa disso: compromisso e dedicação. Parabéns!”
 
O I enduro da ilha do amor foi a primeira prova da federação maranhense de motociclismo que contou com 100% dos roteiros diferentes entre quadris e motos. A prova dos quadriciclos teve em torno de 115 km, entre terrenos arenoso, de piçarra e pedras, percorrendo os municípios de Raposa, São José de Ribamar e São Luís. A prova contou com a participação de 10 pilotos competindo, dentre eles 2 do Pará, e de 6 quadriciclos e 3 carros nos serviços de apoio e socorro aos competidores. “A prova toda foi levantada pensando nos novos competidores, para que eles possam pegar gosto e aderir definitivamente ao esporte, a segurança deles também foi reforçada e graças a Deus todos gostaram”, disse Artur Carvalho, diretor da prova. “Corremos hoje bem mais tranquilos sabendo que a prova foi levantada e conferida por alguém que entende do assunto! O resultado não podia ser diferente, sucesso total” disse Geraldo Brasil, vencedor da categoria Novatos. “A prova foi totalmente diferente do que estamos acostumados a ver, muito boa mesmo. Prova muito técnica. Os novos pilotos tem bastante futuro, eles vão dar trabalho”, disse Pezão, Bicampeão Brasileiro da categoria e vencedor da prova na categoria Graduados.
 
A próxima etapa do campeonato de regularidade será no dia 23 de agosto, com a realização do Enduro do Babaçu. As provas de regularidade são disputadas com equipamentos de navegações e planilhas, onde indicam as coordenadas  e locais onde os pilotos passarão. Cada competidor leva dois equipamentos rastreados via GPS que contabilizam os check points de cada um. Deve-se passar o mais próximo do tempo sugerido na planilha. Quando se passa adiantado, é aplicada uma penalização em pontos ao piloto, que na soma total dá o resultado para o evento. O mesmo acontece para quando se passa atrasado, porém a penalização é menor.