He-Man está de volta ao Imperatriz e se diz magoado com Vinicius Saldanha

O zagueiro Clayton He-Man, que se apresentou neste fim de semana, está entre os sete jogadores do Imperatriz, campeões maranhense de 2015. Os outros são: o goleiro Mateus, o lateral direito, Clayton Carioca, o meia Rubens, o lateral esquerdo, Edson, o meia, Vinicius e o volante, Otávio.

He-Man, foi um dos baluartes da belíssima campanha que o Imperatriz fez na conquista do titulo de campeão maranhense de 2015 e junto com André Penalva, foi uma das melhores zagas do estadual daquele ano. Foi dele o passe de primeira, que originou o primeiro gol do Imperatriz, feito por Junior Chicão, na decisão do estadual de 2015.

Em entrevista na manhã desta segunda-feira (4), a O PROGRESSO, He-Man, não deixou de demonstrar uma certa mágoa com o treinador Vinicius Saldanha, tendo em vista que o zagueiro não foi escalado no Campeonato Brasileiro Série D.

A mágoa maior de He-Man, foi porque Vinicius Saldanha o sacou do time, sem sequer dizer o motivo. “Fui titular todo o campeonato estadual, e derepente fui sacado do time sem sequer uma explicação”, disse He-Man.

Teve jogos, que He-Man, sequer foi relacionado. A dupla de zaga do Campeonato Brasileiro Série D, foi André Penalva e Leone. Quando não tinha um deles ou até os dois, He-Man, continuava de fora, pois o treinador preferia escalar Diego Rosa e até improvisava com Otávio. No minimo, He-Man, nesse caso, ficava como opção no banco. 

He-Man explicou que se o treinador o tivesse sacado e tivesse falado para ele o motivo, não estaria agora com esse sentimento.

“Eu até entenderia se ele tivesse me dito o motivo. Mas o professor não disse nada. Eu estou aqui de volta com a mesma garra de sempre e a disposição do professor Marcelo Salles”, disse He-Man.

 

Fonte: Dema de Oliveira