Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

Futebol por transmissão online, em casa ou em bares? Veja números sobre torcedores e serviços

Um estudo idealizado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e realizado pela consultoria “EY”, apontou que o futebol movimenta um total de R$ 52,9 bilhões na economia do país, o que representa 0,72% do total do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, mostrando que R$ 37,8 milhões são de efeitos indiretos. A consequência desse fato, por exemplo, é que boa parte dos bares e restaurantes que foram totalmente prejudicados com a pandemia, puderam ter uma leve retomada com a abertura gradual do comércio e a volta do futebol. Logicamente, é sempre importante lembrar das medidas de segurança pelo COVID-19, nestes casos.

Segundo a análise do Mercado de Consumo do Futebol Brasileiro, realizada pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), apenas uma parcela de 4% dos torcedores frequentam estádios, a maior parte acompanha os jogos por transmissões diversas. O mesmo acontece em qualquer outro jogo esportivo, principalmente os de e-sports onde a Twitch e o YouTube têm força crucial.

No Brasil, em média 25,7 milhões de pessoas acompanham as partidas pela TV. Os locais de encontro públicos recebiam antes da pandemia uma quantidade próxima a 15 milhões de pessoas. Normalmente, os locais são equipados com telões e possuem toda uma publicidade voltada para a exibição dos jogos, sejam dos campeonatos nacionais, estaduais ou continentais.

Outro fator que pode ser decisivo para o torcedor na hora de escolher onde irá torcer é o consumo de bebidas alcoólicas, já que elas são proibidas em boa parte das arenas, como por exemplo, nos estádios paulistas, que desde 1996, proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em um raio de até 200 metros das entradas dos estádios.

Rio Grande do Sul e Minas Gerais, por outro lado, possuem projetos de lei para liberar a venda de bebidas alcoólicas. Já em outras cidades, como Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Mato Grosso, o consumo de cervejas é liberado dentro das arenas.

O mercado de apostas também é um dos que mais cresce no país. Com as apostas esportivas, por exemplo, os sites grandes do gênero já oferecem apostas em tempo real, mudando a forma de como os torcedores acompanham o jogo, às vezes, apenas pela palma da mão, no celular, vendo os resultados. Hoje especula-se que existem mais de 400 websites no Brasil funcionando com serviços de apostas.

O mercado de apostas, entretanto, já trabalha investindo no mercado brasileiro antes mesmo das empresas poderem se localizar oficialmente como nacionais, o que deve acontecer nos próximos anos, pela lei em 2018 promulgada pelo governo do ex-presidente Michel Temer.