Maranhão Esportes|Esporte Maranhense

Cristiano Ronaldo lidera ranking dos jogadores mais bem pagos na Inglaterra

Aos 36 anos de idade, Cristiano Ronaldo ainda é decisivo por onde passa. Na semana passada, o atacante português apareceu no último lance para marcar a virada do Manchester United sobre o Villarreal pela Uefa Champions League. Em ranking publicado nesta semana pelo jornal britânico The Sun, CR7 aparece como o jogador mais bem pago da Premier League, a liga inglesa.

No último sábado (2), o United iniciou a partida contra o Everton sem Cristiano Ronaldo em campo. Ele só entrou aos 12 minutos do segundo tempo, e o jogo terminou em empate de 1 a 1, mas desta vez o português não marcou.

A próxima partida é contra o Leicester, no dia 16, pela oitava rodada da Premier League. O United está em quarto lugar na tabela, na zona de classificação para a Champions e é favorito contra o Leicester. Tanto é que, nas casas de apostas, a vitória do Leicester paga 3 para 1 e a vitória do Manchester, apenas 1 para 1. Mas tem outras formas de se divertir nos sites de apostas. Além de indicar o vencedor, existem vários outros formatos de odds disponíveis.

Os jogadores mais bem pagos da Premier League

O ranking divulgado pelo Sun aponta que Cristiano Ronaldo recebe £ 480 mil por semana, o equivalente a cerca de R$ 3,5 milhões, segundo a conversão feita pelo portal UOL.

Entre os nove jogadores mais bem pagos da Inglaterra há ainda outros três atletas do United: o espanhol David de Gea, que ocupa o terceiro lugar, o inglês Jadon Sancho, em quarto lugar, e o francês Paul Pogba, em nono lugar.

Confira a lista completa com o salário semanal em reais:

1. Cristiano Ronaldo (Portugal – Manchester United) – R$ 3,5 milhões

2. Kevin De Bruyne (Bélgica – Manchester City) – R$ 2,8 milhões

3. David De Gea (Espanha – Manchester United) – R$ 2,7 milhões

4. Jadon Sancho (Inglaterra – Manchester United) – R$ 2,6 milhões

5. Pierre-Emerick Aubameyang (França – Arsenal) – R$ 2,6 milhões

6. Romelu Lukaku (Bélgica – Chelsea) – R$ 2,4 milhões

7. Kai Havertz (Alemanha – Chelsea) – R$ 2,3 milhões

8. Raheem Sterling (Inglaterra – Manchester City) – R$ 2,2 milhões

9. Paul Pogba (França – Manchester United) – R$ 2,1 milhões

CR7 estreou a sua passagem atual pelo Manchester United no dia 11 de setembro com uma performance à altura da sua imagem. O astro português marcou duas vezes na vitória de 4 a 1 sobre o Newcastle. Nos jogos seguintes, Cristiano Ronaldo balançou as redes na vitória contra o West Ham, também pela Premier League. Pela Champions League, o atacante marcou dois gols em dois jogos.

Apesar de Ronaldo, Manchester vive má fase

Apesar de CR7, o desempenho do Manchester United está decepcionante no campeonato europeu. O gol do atacante não impediu que o clube fosse derrotado por 2 a 1 pelo Young Boys, da Suíça – foi a estreia do United na Champions. No segundo e mais recente jogo, o United obteve a virada no último momento sobre o Villarreal no seu próprio estádio, o Old Trafford.

Com isso, o United está em terceiro lugar no seu grupo, fora da zona de classificação para as oitavas de final e atrás do Atalanta e do Young Boys.

A situação está resultando em pressão sobre o técnico Ole Gunnar Solskjær, que também coleciona placares desapontadores na Premier League. Antes do empate com o Everton, o United sofreu uma derrota em casa para o Aston Villa.

Solskjær está sendo questionado, principalmente, pela decisão de não incluir CR7 entre os 11 iniciais na partida contra o Everton que terminou em empate. O técnico norueguês justificou a decisão dizendo que queria poupar Cristiano Ronaldo, que teria uma temporada desgastante pela frente. Solskjær afirmou que não se arrepende da atitude.

Solskjær amarga ainda a eliminação precoce do United na League Cup, um dos principais torneios nacionais da Inglaterra. O clube caiu na primeira fase para o West Ham em setembro – mesmo adversário pelo qual tinha sido derrotado na Premier League apenas três dias antes.

O conjunto de reveses para o United e, sobretudo, a decisão de não escalar Cristiano Ronaldo logo no início da partida contra o Everton estão causando pedidos de demissão de Solskjær.

O escocês Alex Ferguson, ícone do United que foi técnico do clube de 1986 a 2013, disse que o Everton recebeu um estímulo ao perceber que CR7 não estaria em campo. “Você precisa sempre começar com seus melhores jogadores”, afirmou Ferguson, que treinou tanto Cristiano Ronaldo quanto Solskjær durante sua passagem pelo comando do United.

O próprio CR7, no entanto, também atraiu críticas ao aparecer visivelmente incomodado por ficar no banco de reservas durante o início do jogo contra o Everton.

Na partida da semana passada pela Champions League, Cristiano Ronaldo salvou o Manchester United de mais um fracasso nos lances finais. O português passou apagado durante quase todo o tempo da partida.

O Villarreal marcou o primeiro com Alcácer aos sete minutos do segundo tempo. Alex Telles empatou para o clube inglês aos 14.

CR7 apareceu aos 49 para marcar o gol de virada do United. Para isso, escorou um cruzamento de Lingard e recebeu de volta, desferindo um chute forte para a rede. Com isso, o Manchester United obteve sua primeira vitória nesta edição da Champions – e Cristiano Ronaldo manteve seu status de jogador indispensável.