Rally dos Sertões: Com o Yamaha Raptor 700, Marcelo Medeiros por pouco garante o tri nos Quadriciclos

Chegou ao fim neste sábado (26) a 25ª edição do Rally dos Sertões, uma das maiores provas off-road do mundo. Foram percorridos 3.300 quilômetros no total e 1.999,52 quilômetros (60,59 %) de trechos cronometrados, com grandes disputas e incríveis visuais entre os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Na categoria quadriciclos, a disputa foi emocionante, Marcelo Medeiros (#102) da Equipe Taguatur Racing/CEMAR ficou com a terceira posição na sétima e última etapa ao completar o percurso do dia de 420,78 quilômetros e especial de 240,45 quilômetros em 3h06m19s67.

Mas um radiador furado na quarta etapa tirou a chance do terceiro título da competição do piloto maranhense. O campeão de 2012, 2015 e vice em 2013, nas etapas de sua sexta participação do evento marcou quatro vitórias (prólogo, segunda, terceira e sexta etapas), um sexto (primeira etapa) e dois terceiros (quinta e sétima etapas). 

A etapa deste sábado passou às margens da reserva indígena Kadiwéu e do Parque Nacional da Serra da Bodoquena e contou com visual inesquecível, que exigiu muito das máquinas e dos pilotos. Começou bem rápida e seguiu por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova voltou a ficar rápida até a chegada.

Marcelo Medeiros (28 anos) completou na sexta colocação na classificação acumula entre os quadriciclos e comentou sobre as dificuldades que enfrentou neste ano. “Essa edição foi muito boa para mim e para a minha equipe. Infelizmente, nós tivemos um problema mecânico em um dos dias que tirou a chance de brigar pelo terceiro título do Sertões.  Nós ganhamos três especiais e, isso, mostrou que estamos competitivos. Vamos se preparar para o próximo ano e voltar confiante novamente”, avalia o maranhense de São Luís.

O piloto Marcelo Medeiros aprovou o percurso e elogiou a prova, mas agora, o foco total é na próxima edição do Rally Dakar, maior rali do mundo que completará sua 40ª edição, que prevê roteiro entre os países da América do Sul: Peru, Bolívia e Argentina. A largada será dia 6 de janeiro de 2018, em Lima, no Peru, país que a caravana não visitava desde 2013. Rumo ao sul, a prova atravessará a Bolívia e a chegada será dia 20, em Córdoba, na Argentina.

“Foi um bom teste para a equipe e para o quadriciclo. Vamos fazer os ajustes necessários e mais treinos para representarmos bem o país e o Estado do Maranhão na maior prova off-road do planeta”, afirmou o piloto que esteve no Dakar em 2016 e 2017.

O paranaense Diogo Zonato faturou o seu primeiro título e dos nove quadriciclos, que iniciaram o rali, sete “sobreviveram” à chegada em Bonito, e entre eles o companheiro de equipe de Marcelo Medeiros na Taguatur Racing, Michael Dias.

Após percorrer mais de 3.300 quilômetros de disputas e passar pelas cidades de Goiânia, Goianésia, Santa Terezinha de Goiás, Aruanã, em Goiás; Barra do Garças, no Mato Grosso; Aquidauana e Bonito, no Mato Grosso do Sul, a caravana do Rally dos Sertões teve chegada na Praça da Liberdade, na Rua Coronel Pilad Rebuá, a partir das 12 horas. A festa de premiação dos campeões do Sertões acontecerá a partir das 21 horas, no mesmo local.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

 

Resultados da 7ª etapa – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 2h55m04s71

2° – #106 George Ximenes, Girao Team, 3h00m42s50

3º – #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 3h06m19s67

4º – #107 Milton Martens, Martens Racing, 3h36m17s58

5° – #105 Pedro Costa, Quatrilha do Cerrado Rally Team, 3h38m24s89

6° – #101 Geison Belmont, Meikon Rally Team, 3h59m28s36

 

Classificação acumulada (após sete etapas) – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #103 Diogo Zonato, 27h34m53s95

2° – #106 George Ximenes, 27h40m31s36

3° – #107 Milton Martens, 30h33m46s79

4° – #105 Pedro Costa, 33h58m05s70

5° – #101 Geison Belmont, 39h48m38s42

6° – #102 Marcelo Medeiros, 54h45m09s46

7° – #104 Michael Dias, 89h45m27s83

Rally dos Sertões 2017: Nos quadriciclos, Marcelo Medeiros é o terceiro na quinta etapa

Em alta velocidade, a 25ª edição do Rally dos Sertões avança e chega à Coxim, microrregião Centro Norte de Mato Grosso do Sul e situado na borda setentrional da Bacia do Alto-Paraguai, completando o quinto dia de prova do segundo maior rali do mundo. No total serão 3.300 quilômetros, dos quais 1.999,52 quilômetros de trechos cronometrados. Em belíssima recuperação, em um desafio duro com prova mais longa do rali, o piloto Marcelo Medeiros (Yamanha Raptor 700) partiu da 49ª posição entre as motos e quadriciclos e completou na terceira posição entre os quadriciclos e em 13º na geral do grid com o tempo de 5h44m41s90.

O Yamanha mostrou todo o seu potencial off-road e superou os obstáculos que surgiram pelo caminho, após os reparos realizados pela equipe Taguatur Racing na noite de quarta-feira. Nesta etapa, foram 438,86 quilômetros de cronômetro aberto, onde os competidores lutaram pelo menor tempo. O roteiro teve piso duro e seco, o que proporcionou alta velocidade.

Uma prova típica do Rally dos Sertões: rápida, com muitas pedras, erosões, muitas depressões, trial, estradas sinuosas, passando por algumas serras. “Esta etapa foi difícil pra mim, porque larguei lá atrás, peguei muita poeira de moto e tive que andar mais devagar por ter que fazer muita ultrapassagem. Mas foi um dia muito longo, então deu para buscar um pouco na classificação para largar mais à frente e tentar ganhar mais algumas especiais novamente”, falou o piloto.

Para a sexta etapa o piloto já tem uma estratégia definida. “O equipamento está tranquilo, chegou bem, só fazer uma revisão de rotina e estará pronto para amanhã. Para próxima etapa tenho que acelerar e tirar diferença“, concluiu Medeiros.

Nesta sexta-feira (25), os competidores seguirão para o Aquidauana (MS), sexta etapa do Sertões e serão 429,45 quilômetros de percurso, sendo 194,91 quilômetros de trechos cronometrados.

O 25º Rally dos Sertões é a maior prova de rali brasileira e o mais extenso que acontece dentro do mesmo país, com início no dia 19 de agosto em Goiânia (GO) e chegada no próximo sábado (26) na cidade de Bonito (MS), onde também acontece a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultados da 5ª etapa – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 5h32m00s02

2° – #106 George Ximenes, Girao Team, 5h42m16s42

3º – #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 5h44m41s90 

4° – #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 6h12m43s77

5º  #107 Milton Martens, Martens Racing, 6h34m00s60

6° – #101 Geison Belmont, Meikon Rally Team, 6h45m29s54

7º – #104 Michael Dias, Taguatur Racing, 7h30m10s03

 

Classificação acumulada (após cinco etapas) – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #103 Diogo Zonato, 22h04m13s44

2° – #106 George Ximenes, 22h14m37s44

3° – #105 Pedro Costa, 23h19m40s81

4° – #107 Milton Martens, 24h21m13s56

5° – #101 Geison Belmont, 32h10m41s13

6° – #104 Michael Dias, 35h45m27s83

7° – #102 Marcelo Medeiros, 49h15m19s44

 

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

 

25/08/2017 – 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 – 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

Rally dos Sertões: Marcelo Medeiros buscará recuperação na reta final da edição 2017

Nesta quarta-feira (23), o Rally dos Sertões manteve o nível de exigência técnica e de obstáculos do dia anterior: variedade de pisos, que demandou muita pilotagem e também resistência dos equipamentos. O trecho cronometrado do dia foi de 273,20 quilômetros, de um total de 471,34 quilômetros do roteiro, porém Marcelo Medeiros, conseguiu completar parte do percurso do trecho cronometrado com o Yamaha Raptor 700 (#102).

O piloto de quadriciclo Marcelo Medeiros defende as cores da equipe Taguatur Racing / CEMAR / Governo do Maranhão, venceu o prólogo, a segunda e a terceira etapas do Rally dos Sertões, que saiu de Aruanã (GO) em direção à Barra do Garças (MT). Na classificação acumulada da competição o maranhense soma o tempo de 21h38min33s54.

“A etapa começou bem, bem rápida, estava vindo em um ritmo bem forte. Infelizmente em um trecho de savana com muito mato, acabou batendo um galho no radiador de óleo do quadriciclo e começou a vazar bastante o óleo do motor. Só percebi quando olhei para a bota cheia de óleo e resolvi parar para evitar danos maiores. A equipe vai trabalhar para refazer o motor e vamos nos preparar para a próxima etapa, pois tem muita prova pela frente”, explicou Medeiros, campeão da categoria em 2012, 2015 e vice em 2013.

Para a quinta-feira (24), quinta etapa do Sertões, os competidores deixarão o Mato Grosso e seguirão para a cidade Coxim, em Mato Grosso do Sul, será um dia mais longo com 666,01 quilômetros de percurso, sendo 438,86 quilômetros de trechos cronometrados.

O 25º Rally dos Sertões é a maior prova de rali brasileira e o mais extenso que acontece dentro do mesmo país, com início no dia 19 de agosto em Goiânia (GO) e chegada no próximo sábado (26) na cidade de Bonito (MS), onde também acontece a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultados da 4ª etapa – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #106 George Ximenes, Girao Team, 2h23min15s87

2° – #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 2h30min09s56

3° – #101 Geison Belmont, Meikon Rally Team, 2h45min02s21

4º – #104 Michael Dias, Taguatur Racing, 2h49min59s16

5° – #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 2h58min19s63

NC – #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, ***

Classificação acumulada (após quatro etapas) – Quadriciclos (extra-oficiais):

1° – #103 Diogo Zonato, 16h32min13s42

2° – #106 George Ximenes, 16h32min21s02

3° – #105 Pedro Costa, 17h06min57s04

4° – #107 Milton Martens, 21h33min10s43

5° – #102 Marcelo Medeiros, 21h38min33s54

6° – #101 Geison Belmont, 25h25min11s59

7° – #104 Michael Dias, 28h15min17s80

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

24/08/2017 – 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 – 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 – 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

Rally dos Sertões 2017: Marcelo Medeiros vence o terceira etapa que encerra a prova Maratona

A terceira etapa, realizada hoje, – a qual foi realizada a “maratona” – etapa onde os competidores não podem receber apoio mecânico-, foi marcada por mais uma vitória de Marcelo Medeiros na disputa da 25ª edição do Rally dos Sertões, que partiu de Santa Terezinha de Goiás (GO) nesta manhã. Determinado o piloto maranhense conquistou a sua terceira vitória entre os pilotos da categoria quadriciclos, a primeira foi no prólogo realizado em Goiânia (GO) no dia 19 de agosto e na segunda etapa. Agora, Marcelo assume a quarta posição na categoria quadriciclos, somando 15h08min33seg54.

Medeiros (Yamaha) da equipe Taguatur Racing/CEMAR após o percurso de 306 km no total, a especial disputada de 297,12 km garantiu a quinta posição na geral entre as motos e quadriciclos com o tempo de 3h38min37seg15. No resultado do dia passou 31 competidores entre motos e quadriciclos.

“Mais um saldo foi positivo, consegui manter a primeira posição do começo ao fim. Amanhã vou tentar reduzir a diferença na classificação acumulada, mantendo o ritmo com segurança”, observou Medeiros, campeão da categoria em 2012,1015 e vice em 2013.

Nesta quarta-feira (23), a caravana do Rally dos Sertões entra no Mato Grosso, a pernoite será na cidade de Barra do Garças. O percurso terá 471,34 km, sendo 273,20 km de trechos cronometrados. A especial tem início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia. Em seguida, prova entra em zona de savanas, onde navegação será feita por GPS. Neste trecho de aproximadamente 60 quilômetros, o importante é conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultado da 3ª etapa – Quadriciclos:

 

1º – #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 3h38min37seg15

2° – #106 George Ximenes, Girao Team, 3h48min36seg02

3° – #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 3h51min25seg17

4° – #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 4h06min05seg14

5° – #101 Geison Belmont, Brusque Rally Team, 4h34min02seg91

NC – #107 Milton Martens, Martens Racing, ****

NC – #104 Michael Dias, Taguatur Racing, ****

NC – #108 Javier Diego, Bianchini Rally, ****

Classificação acumulada (após três etapas) – Quadriciclos:

1° – #103 Diogo Zonato, 14h02h03seg86

2° – #105 Pedro Costa, 14h08min37seg41

3° – #106 George Ximenes, 14h09min05seg15

4° – #102 Marcelo Medeiros, 15h08min33seg54

5° – #107 Milton Martens, 15h47min24seg77

6° – #104 Michael Dias, 18h12min44seg64

7° – #101 Geison Belmont, 22h40min09seg38

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

23/08/2017 – 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

24/08/2017 – 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 – 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 – 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

Marcelo Medeiros volta a liderar a prova entre os quadriciclos em etapa maratona do Sertões 2017

Santa Terezinha (GO) – Entre os quadriciclos, o maranhense Marcelo Medeiros venceu o desafio da etapa maratona, a segunda do 25º do Rally dos Sertões, nesta segunda-feira (21). Com sua Yamaha Raptor 700, o piloto finalizou os 248 quilômetros de trecho cronometrado, dentro do percurso que ligou Goianésia e Santa Terezinha de Goiás, em 4h23min56seg39.

Nesta terça-feira, Medeiros superou 45 motos e sete quadriciclos inscritos na prova. “Apesar do problema de ontem, quando o quadri quebrou a 2 km do final e estava liderando com 26 minutos à frente, hoje fiz uma etapa boa, recuperando o meu tempo chegando na frente. Agora é tentar ganhar mais posições a cada etapa, recuperar a liderança e lutar até o fim”, explica Medeiros, que liderou o percurso do dia de ponta a ponta.

Embora tivesse menor distância de deslocamento em relação a ontem, a etapa Maratona desta segunda-feira exigiu igualmente dos pilotos. Foi um trajeto com muitos mata-burros, depressões, lombadas, com estradas travadas e bem sinuosas. Todo o percurso exigiu do conhecimento de navegação e pilotagem dos corredores. Isso sem falar que, na etapa mratona, o piloto não conta com o apoio de manutenção de sua equipe, tendo que usar de sua experiência mecânica, caso a máquina precise de algum reparo.

Nesta terça-feira, a Maratona continua. O percurso já começa com estradas de alta velocidade, para depois ter trechos mais travados e sinuosos, passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultado da 2ª etapa – Quadriciclos:

 

1º – #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 4h23min56seg39

2° – #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 4h27min10seg66

3° – #106 George Ximenes, Girao Team, 4h37min46seg29

4° – #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 4h38min25seg46

5° – #107 Milton Martens, Martens Racing, 4h45h00seg64

6° – #101 Geison Belmont, Brusque Rally Team, 5h27min06seg47

7° – #104 Michael Dias, Taguatur Racing 5h42min32seg85

NC – #108 Javier Diego, Bianchini Rally, ****

Classificação (após duas etapas) – Quadriciclos:

1° – #106 George Ximenes, 10h02min05seg13

2° – #105 Pedro Costa, 10h02min32seg27

3° – #107 Milton Martens, 10h09min24seg77

4° – #103 Diogo Zonato, 10h10h38seg69

5° – #102 Marcelo Medeiros, 11h29min56seg39

6° – #104 Michael Dias, 12h42min44seg64

7° – #101 Geison Belmont 25h27min06seg47

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

22/08/2017 – 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

23/08/2017 – 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

24/08/2017 – 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 – 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 – 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

Começa para valer o Rally dos Sertões! Primeiro dia de provas teve desafio a mais para Marcelo Medeiros

O piloto da equipe Taguatur Racing/CEMAR percorreu os primeiros quilômetros da 25ª edição do maior rali do Brasil. No Total serão 3.344 quilômetros e as especiais (trechos cronometrados) terão 2.049 quilômetros entre Goiânia(GO) e Bonito (MS). Neste fim de semana a caravana da 25ª edição do Rally dos Sertões partiu por volta de cinco horas, em uma longa transferência de Goiânia a Goianésia, também no estado de Goiás. Para os concorrentes foi um início com especial rápida, piso bom de piçarra, poucas pedras e a promessa de pequenas diferenças entre os primeiros classificados, foram 306,82 km de trecho cronometrado, no total 680,48km.

Na classificação geral, Marcelo Medeiros (Yamaha Raptor 700) que venceu o prólogo no último sábado (19) e largou em primeiro, segue na sexta posição com 07h32min51, após sofrer problemas técnicos na bomba de combustível em seu quadriciclo. “Uma especial muito dura para o primeiro dia dos Sertões. Mas estava vindo muito bem, em uma tocada muito segura não cometi nenhum erro. Infelizmente faltando 1,2km aconteceu um problema na bomba de combustível e acabei não concluindo como esperava. Agora é revisar o quadriciclo para a etapa maratona e vamos fazer uma nova estratégia”, comentou Marcelo Medeiros, da equipe Taguatur Racing/CEMAR.

A competição é dividida em prólogo mais sete etapas. O rali passará por Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), atravessando a fronteira com o Mato Grosso até a Barra do Garças e com o Mato Grosso, para chegar a Coxim (MS), Aquidauana (MS) e Bonito (MS) onde sediará a chegada no dia 26, com a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com o patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultado da primeira etapa – Quadriciclos
1) 106 George Ximenes, Girao Team, 05h23min18

2) 105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 05h24min06

3) 107 Milton Martens, Martens Racing, 05h24min24

4) 103 Diogo Zonato, Zona Racing, 05h36min16

5) 104 Michael Dias, Taguatur Racing, 06h59min11

6) 102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 07h32min51

 

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

 

Domingo (20/08) – 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

 

(21/08) – 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

 

(22/08) – 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

 

(23/08) – 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

 

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

 

Sexta-feira (25/08) – 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km

Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

 

Sábado (26/08) – 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km


Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação (26/08)

RALLY DOS SERTÕES: Marcelo Medeiros larga na frente nos Quadriciclos

O Rally dos Sertões 2017 já conhece os competidores que largarão na frente na edição de 25 anos. A definição dos ponteiros ocorreu neste sábado (19/8) no prólogo, realizado no Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO). Guilherme Spinelli e Yousseff Haddad foram os primeiros nos carros, José Hélio venceu nas motos, Marcelo Medeiros ganhou a disputa nos quadriciclos e a dupla Deninho Casarini/Luis Eckel faturou nos UTVs.

A poeira subiu pela primeira vez na histórica edição de 25 anos do Rally dos Sertões. Os pilotos aceleraram em um trecho de seis quilômetros em busca da melhor colocação para a largada da primeira etapa, que será disputada neste domingo (20), entre as cidades de Goiânia e Goianésia (GO).

“Foi a primeira oportunidade de avaliar os concorrentes. É sempre importante obter uma boa colocação para a primeira etapa. Conseguimos ir rápido e sem forçar muito, pois o nosso carro já está com a regulagem para o primeiro dia. Para o restante da competição, temos de montar uma boa estratégia e pensar em cada uma das etapas”, afirmou Guiga.

José Hélio, dono de cinco títulos do Rally dos Sertões na categoria motos (o último em 2009), deixou de correr profissionalmente em 2012 e participa da competição apenas por hobby.  “Andei por prazer. Estou aqui para me divertir. Diversão, satisfação e chegar bem a Bonito (MS). É nisso que eu penso”, declarou o piloto.

Marcelo Medeiros, nos quadriciclos, festejou o resultado. “Começou o Rally dos Sertões, fizemos um ótimo prólogo, uma especialzinha de seis quilômetros. Deu para verificar os ajustes que fizemos na suspensão e está tudo certo. Agora é concentrar para a primeira especial que é neste domingo”, disse.

Confira a classificação do prólogo:
CARROS
1º Guilherme Spinelli  e Youssef Haddad –  Petrobras Rally Team – 3min42s61

2º Cristian Baumgart e Beco Andreotti – X Rally Team -3min51s51
3º Marcos Baumgart e Kleber Cincea – X Rally Team – 3min52s65
4º Sylvio de Barros e Rafael Capoani – ICarros  –               3min53s21
5º Jorge Junior e Joel Kravtchenko –  Lifesil – 3min53s85

UTV
1º Deninho Casarini e Luís Felipe Eckel –  Casarini Can-Am –  3min49s90

2º Bruno Varela e João Franco Arena – Divino Fogão Rally Team – 3min50s70
3º Rodrigo Varela e Idali Filho – Divino Fogão Rally Team –  3min52s49
4º Lucas Barroso e  Breno Rezende – Terrabella Racing – 3min54s77
5° Gabriel Varela e Gabriel Morales –  Divino Fogão Rally Team –  3min55s37

MOTOS
1º José Hélio – Zé e os Caras – 3min47s72

2º Gregorio Azevedo – Honda Racing – 3min50s70
3º Ricardo Martins – Yamaha Rinaldi Rally Team – 3min55s13
4º Jean Azevedo- Honda Racing – 3min57s48
5º Marco Pereira  – Zema Rally Team – 4min07s05

QUADRIS
1° Marcelo Medeiros – Taguatur Racing – 4min13s07

2° Milton Martens – Matens Racing – 4min27s52
3° George Souza Girão – Girão Racing – 4min28s66
4° Geison Belmont – Brusque Rally Team – 4min32s25
5° Michael Dias – Taguatur Racing – 4min38s21

Veja como será cada etapa do Rally dos Sertões
Domingo (20/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km
O Rally dos Sertões começa com uma Especial (trecho cronometrado) extremamente exigente. Com vários tipos de terrenos. Estradas de alta e média velocidade, muita pedra, trechos de trial, travessias de oito rios e áreas agrícolas.

Segunda Feira (21/08)
2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km
O Rally dos Sertões entra em região de fazendas, com muitos mata-burros, depressões e lombadas. Estradas mais travadas e bem sinuosas vão proporcionar uma pilotagem prazerosa.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. A estratégia vai ser fundamental. Na etapa maratona, apenas pilotos e navegadores podem realizar manutenção dos veículos, sem ajuda externa.

Terça-feira (22/08)
3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km
A etapa começa bem rápida, por estradas de alta velocidade. Depois volta a ter trechos mais travados e sinuosos passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

Quarta-feira (23/08)
4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km
O Rally dos Sertões entra no Mato Grosso. A especial tem início com trechos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia.  Em seguida, prova entra em zona de savanas, onde navegação será feita por GPS.  Neste trecho de aproximadamente 60 quilômetros, o importante é conseguir passar por todos os way points e depois seguir para o último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km
Será a espacial mais longa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. A prova começa com estradas de piçarra bem sinuosas, segue por regiões de reflorestamento, passa por algumas serras até alcançar área agrícola com longas retas (alta velocidade). Em seguida, fica travada novamente. Trechos de trial, com muitas pedras e segue para região mais plana. O final da especial tem muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km

Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km
A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km
Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada. 

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km

O Rally dos Sertões tem patrocínio de Honda, Mitsubishi, Divino Fogão e Caixa. Apoio institucional do Governo do Estado de Goiás, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul e Prefeitura Municipal de Bonito. Apoio de Pirelli, Cidade Alpha e Truckvan. Supervisão da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Rally dos Sertões 2017: Maranhense vive expectativa de tri campeonato

Com apoio do Governo do Estado e da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o maranhense Marcelo Medeiros disputará na categoria quadriciclo seu tri campeonato na 25ª edição do Rally dos Sertões. O evento ocorrerá entre os dias 19 a 26 de agosto, entre os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

Marcelo  Medeiros já coleciona títulos na carreira automobilística, iniciou sua carreira no kart, sendo duas vezes vice – campeão brasileiro e nove vezes campeão maranhense. No rally disputará este ano por um terceiro título. Ele já foi campeão em 2012, 2015 e vice em 2013.

Será um total de 3.344 quilômetros que Marcelo acelerará sem trégua, sendo 2.049 de trechos especiais cronometrados que corresponde a aproximadamente 61% do roteiro total. Pelo caminho um verdadeiro “campo de testes” com muito chão batido, erosões, curvas, pontes, lombadas, travessias de rios e muitas emoções.

A largada deste ano está marcada para o próximo dia 19 (sábado), mas a programação será aberta antes. Pilotos, navegadores, equipes de apoio e organização da prova começam a chegar à cidade nesta quarta-feira (16), quando será aberta a programação oficial, com as vistorias técnicas.

Roteiro 2017:

16/8 – Abertura Área de Box no Autódromo Internacional de Goiânia

17 e 18/8 – Vistorias Administrativas e Técnicas no Autódromo Internacional de Goiânia

19/8 – Prólogo: Goiânia (GO)

20/8 – Etapa 1: Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

21/8 – Etapa 2: Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

22/8 – Etapa 3: Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

23/8 – Etapa 4: Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

24/8 – Etapa 5: Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

25/8 – Etapa 6: Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

26/8 – Etapa 7: Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Maranhense Marcelo Medeiros quer manter currículo exemplar em mais uma edição do Rally dos Sertões

O histórico bastante favorável de Marcelo Medeiros no Rally dos Sertões é um incentivo ao maranhense para a etapa deste ano da segunda maior competição off-road da América Latina e mais dura prova de automobilismo do mundo. Ele já foi campeão da categoria em 2012, 2015 e vice em 2013. Pela oitava vez um maranhense, da Equipe Taguatur Racing, vai disputar uma prova do Rally dos Sertões; que acontecerá na próxima semana.

Com 28 anos, o piloto compete com um Yamaha Raptor 700, basicamente o mesmo usado no Dakar 2017. “Só melhoramos mais a ventilação para o motor não aquecer. Quero obter um bom resultado como em 2012, 2015 e 2013. Estou confiante”, destaca o piloto, que participou do Dakar nos dois últimos anos.

Ao todo, 248 veículos foram inscritos para os sete dias de competição. A categoria disputada por Marcelo Medeiros, a quadriciclos, terá um total de nove competidores; também participam carros, motos e UTVs. A prova será muito dura, como sempre, exigindo velocidade e resistência. A participação do maranhense foi viabilizada graças ao importante patrocínio da CEMAR e do Governo do Estado do Maranhão, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

“Estamos muito felizes em representar o Maranhão desde 2010 e sem interrupções em uma das mais importantes competições mundiais do off road. Essa é uma prova dura e longa, mas estamos embalados pelos bons resultados da vitória no Rally dos Sertões e o objetivo é de levar a bandeira do Maranhão ao pódio. E para viabilizar a nossa participação este ano, foi fundamental contar com o patrocínio da CEMAR e do Governo do Maranhão. A competição tem um custo elevado, com uma logística bem complexa”, ressalta Medeiros.
RoteiroA 25ª edição do Rally dos Sertões será realizada entre os dias 19 e 26 de agosto. A prova volta a ter a largada em Goiânia, capital de Goiás, no dia 20, com concentração no Autódromo Internacional de Goiânia. Depois segue em direção as cidades de Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), atravessando a fronteira com o Mato Grosso até Barra do Garças e com o Mato Grosso, para chegar a Coxim (MS), Aquidauana (MS) e Bonito (MS) onde sediará a chegada no dia 26, com a cerimônia de premiação.

Com um total de 3.344 quilômetros a serem percorridos, serão 2.049 de especiais, o que corresponde a aproximadamente 61% do roteiro total. A competição será dividida em prólogo (tomda de tempos) em seis quilômetros Cidade Alpha Goiás (o empreendimento Alphaville fica em uma área com 7,93 milhões de metros quadrados na região de Senador Canedo, próximo a Goiânia) e mais sete etapas.

“O roteiro já começa difícil desde da primeira etapa, pois terá uma especial de mais de 300 quilômetros, nunca praticados durante meus oito anos de Sertões. Além disso será um percurso totalmente diferente dos anos anteriores. Isso mostra a diversidade de terreno e chegada será pela primeira vez em Bonito (MS), uma das regiões mais incríveis do país”, avalia Medeiros.O piloto Marcelo Medeiros conta com o patrocínio da CEMAR – Lei Estadual de Inventivo ao Esporte. Roteiro 2017:19/8 – Prólogo: Goiânia (GO)20/8 – Etapa 1: Goiânia (GO) – Goianésia (GO)21/8 – Etapa 2: Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)22/8 – Etapa 3: Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)23/8 – Etapa 4: Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)24/8 – Etapa 5: Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)25/8 – Etapa 6: Coxim (MS) – Aquidauana (MS)26/8 – Etapa 7: Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Rally dos Sertões: Maranhense conquista mais um bom resultado na etapa da BA

A caravana do Rally dos Sertões deixa a Bahia nesta quinta-feira (dia 8) e segue para o Tocantins. Serão 461 quilômetros entre Luís Eduardo Magalhães (BA) e Mateiros (TO). Esta será a etapa maratona, na qual apenas os competidores poderão fazer reparos em suas máquinas. Cristian Baumgart e Beco Andreotti lideram a disputa nos Carros, Gregorio Caselani é o primeiro nas Motos, Diogo Zonato segue na frente nos Quadriciclos e a dupla Bruno Sperancini e Breno Rezende, está na ponta nos UTVs.

“O Rally dos Sertões começa amanhã. Vamos usar a cabeça, pois temos de administrar e ao mesmo tempo acelerar forte. Será um desafio muito grande”, afirmou Cristian Baumgart, destacando as próximas etapas, que ocorrem no Jalapão.

Na quarta etapa do Rally dos Sertões, entre Posse (GO) e Luís Eduardo Magalhães (BA), os pilotos e navegadores percorreram 560,15 quilômetros, sendo 361,94 quilômetros de trechos cronometrados. Jean Azevedo, que teve problemas na etapa anterior, foi o vencedor nas motos. Guilherme Spinelli e Youssef Haddad ganharam nos Carros, Marcelo Medeiros, o primeiro nos Quadriciclos e Denísio Nascimento e Emílio Rockenbach, nos UTVs.

“A especial (trecho cronometrado) de hoje foi bem diferente dos outros dias. Ela foi extremamente rápida do início ao fim. Eu passei a atacar nos 30 quilômetros iniciais, depois passei a controlar a distância em relação ao Ramon Sacilotti, que tinha largado logo atrás. Como eu não o via, sabia que tinha colocado uma boa vantagem. Depois disso, vim em um ritmo moderado até o final”, afirmou Gregorio Caselani.

“Nos três primeiros dias do Rally dos Sertões, situações inusitadas nos fizeram perder bastante tempo. Mas percebemos que estávamos competitivos e com um carro acima das nossas expectativas, e hoje foi a prova disso. Foi uma especial muito rápida e tudo funcionou muito bem”, afirmou Guilherme Spinelli, após a vitória na quarta etapa.

Rumo a Tocantins
Na quinta etapa do Rally dos Sertões, pilotos e navegadores seguem em direção ao Tocantins. Após deslocamento de 35,47 quilômetros, eles iniciam o trecho cronometrado, que terá 425,67 quilômetros.

Esta será a etapa maratona, na qual somente pilotos e navegadores podem fazer a manutenção de seus veículos. A especial terá início na Cachoeira do Acaba Vidas, na BA-458, com estradas bem sinuosas, muitas lombas e depressões.

A prova prossegue por um longo trecho sinuoso e estreito, com estradas de piçarra e trechos com areia, o que exige muita navegação. Com três quartos do percurso, o ritmo aumenta novamente. Serão longas retas de alta velocidade. Seguindo assim até o trecho final,  com muita areia na trilha.

Resultados extra-oficiais
Quarta etapa
Motos

1º Jean Azevedo 3h22min49
2º Tunico Maciel 3h34min23
3º Gregorio Caselani 3h36min52

Carros
1º Guilherme Spinelli / Youssef Haddad 3h12min48
2º Cristian Baumgart / Beco Andreotti 3h14min03
3º Lance Woolridge / Marcelo Haseyama 3h15min30

Quadriciclos
Marcelo Medeiros 4h04min01
2ºAndré Suguita 4h20min46
3º Pedro Costa 4h23min20

UTVs
1º Denisio Nascimento / Emilio Rockenbach 3h58min33
2º Gabriel Varela / Gabriel Morales 4h01min16
3º Deninho Casarini / Luis Eckel 4h06min36

Acumulado
Motos

1º Gregorio Caselani 15h09min35
2º Ramon Sacilotti 15h29min28
3º José Helio 15h42min19

Carros
1º Cristian Baumgart / Beco Andreotti 14h30min05
2º Lance Woolridge / Marcelo Haseyama 15h16min53
3º Guilherme Spinelli / Youssef Haddad 15h40min57

Quadriciclos
1º Diogo Zonato 17h48min48
Marcelo Medeiros 17h01min36
3º André Suguita 19h33min30

UTVs
1º Bruno Sperancini / Breno Resende 17h11min26
2º Deninho Casarini Luis Eckel 17h20min36
3º Pedro Queirolo / Gui Trombini 17h28min39

O Rally dos Sertões tem patrocínio da Honda, Mitsubishi e Outback. Apoio de Pirelli, Cidade Alpha Goiás (empreendimento da Alphaville Urbanismo) e Guaraná Antarctica. Apoio institucional do Governo do Tocantins e Governo de Goiás, através do Detran-GO, com o Programa Balada Responsável.