Parque do Rangedor é referência para lazer e práticas esportivas

O Parque do Rangedor tem sido a primeira alternativa para quem busca diversão, esporte, lazer e entretenimento em São Luís. Com um mês de funcionamento, o Parque tem atraído diferentes públicos, seja para a prática de atividades físicas, passeio com pets, piqueniques ou diversão nos playgrounds voltados ao público infantil.

“Ao longo do primeiro mês do Parque, recebemos inúmeras ações educativas, escolas, campeonatos, vacinação para pets e incentivo a atividades físicas com grupos de zumba e judô, isso têm atraído bastante público. O Parque está sempre muito movimentado e com segurança”, disse o gestor do Parque Rangedor, Leonardo Martins.

Inaugurado em 7 de setembro, o parque conta com oito praças dotadas de equipamentos para atividades físicas, playgrounds, uma vila de food trucks, estacionamento e Batalhão de Polícia Ambiental. A área é uma unidade de conservação ambiental que compreende cerca de 120 hectares – destes, mais de 90% preservados e cerca de 7% revitalizados com o projeto do Governo do Estado.

Com duas quadras poliesportivas, uma quadra de areia e uma de tênis, playground e academia ao ar livre, a Praça dos Esportes é uma das mais frequentadas, com pelo menos 60 reservas por dia. A reserva das quadras garante a organização e o direito de uso das quadras por todos. O requerimento para reserva de eventos e quadras pode ser encontrado no site: http://www.segov.ma.gov.br/vemproparque/ e entregue na Administração do Parque que funciona de segunda a sexta, das 8h às 18h.

O Parque do Rangedor tem entrada pela Avenida Luís Eduardo Magalhães (ao lado do Sebrae do Cohafuma) e Rua Búzios (paralela à Avenida dos Holandeses) e está aberto à visitação todos os dias da semana, sempre das 5h às 22h. Para ficar por dentro de tudo que acontece no Parque Rangedor é só seguir a página @VemProParqueMa.

Política ambiental

O Governo do Estado intensifica a política de preservação dos parques ambientais, além de um conjunto de ações neste sentido, desde 2015. Essas ações foram reforçadas a partir da Lei Estadual nº 10, de 2016, aprovada na Assembleia Legislativa, em que as estações ecológicas foram classificadas na categoria de Parque Ambiental, podendo receber intervenções em áreas degradadas.

O Parque do Rangedor está inserido no Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC), Lei Federal nº 9.985, de 18 de julho de 2000, e Lei Estadual nº 9.413, de 13 de julho de 2011.

O projeto no Rangedor foi executado pela de Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, em uma área alvo de queimadas, despejo de lixo e prática ilegal de caça. O reflorestamento da área degradada também compõe o projeto de revitalização, integrando as ações do programa Maranhão Verde.