Marcelo Medeiros mantém o colar de líder depois de encarar o Jalapão na Etapa Maratona dos Sertões 2019

Please enter banners and links.

São Félix do Tocantins (TO) – Marcelo Medeiros mostrou mais uma vez determinação, habilidade e muita resistência na busca pelo tricampeonato. O quadriciclista, que veste as cores da equipe Taguatur Racing Team, liderou a primeira parte da Etapa Maratona, no Jalapão, um dos trechos mais desafiadores da competição off-road. A prova começou em Porto Nacional (TO) e terminou em São Félix do Tocantins (TO), totalizando 475,02 Km entre deslocamentos e trecho cronometrado. Medeiros fechou a distância com o tempo de 5h02m19s.

Uma especial de levar pilotos e máquinas ao limite. Eles não puderam contar com nenhum apoio mecânico neste trecho de hoje. O tão esperado deserto do Jalapão recebeu os pilotos com paisagens marcantes e condições bem típicas dos Sertões. 40 graus de temperatura e muita areia travaram os motores e impediram que os pilotos desenvolvessem velocidade.

“Foi uma especial com muita areia e diferente dos dias anteriores. Enfrentei o calor e dois rios profundos que consegui atravessar sem problemas com o motor do quadriciclo desligado. Conseguimos terminar bem e amanhã é hora de enfrentar a segunda parte do Jalapão”, comemora o piloto que conta com o patrocínio da FC Oliveira, através da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Maranhão.

Ao finalizar a especial, o piloto deixou seu Yamaha 700 no Parque Fechado e agora se concentra para encarar a segunda parte da Etapa Maratona. Sem contar com apoio da equipe, os pilotos terão meia hora, antes da largada, para realizar ajustes nas suas máquinas. “A estratégia amanhã é largar bem, o quadriciclo está ok. É preciso manter o ritmo conservador para não me desgastar e não estragar a máquina”, comenta o piloto.

Na última parte da Etapa Maratona, os pilotos vão de São Félix do Tocantins (TO) aos cânions do Bom Jesus (PI). Esta vai compreender a maior especial da história do Rally dos Sertões, em 27 anos, com 535,60 Km de muita areia, grandes retas, poucas sombras, descidas de serras e condições que vão levar os pilotos e máquinas ao limite.

Resultado da 5º etapa – São Félix do Tocantins (TO) (extra-oficial)
QUADRICICLOS

1) #102 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM 700R, Taguatur Racing, 5h02m19s
2) #101 Wescley Dutra, Yamaha Raptor, 5h46m00s
3) #107 Milton Martens, Yamaha Protótipo, 5h40m51s
4) #105 Giovanni de Castro, Yamaha Raptor 700R, 5h29m28s

Resultado acumulado após a quinta etapa (Extra Oficial):

1) #102 Marcelo Medeiros, Yamaha YFM 700R, Taguatur Racing, 25h47m27s
2)#101 Wescley Dutra, Yamaha Raptor, 27h51m44s
3) #107 Milton Martens, Yamaha Protótipo, 27h58m59s
4) #105 Giovanni de Castro, Yamaha Raptor 700R, 61h13m59s
Confira o roteiro dos Sertões 2019:
No total, serão percorridos 4.887,59 km sendo 2.858,46 km de especiais, percentual de Especiais de 58,4%.

1ª etapa – 25/08 (concluída)
Campo Grande – MS/ Costa Rica – MS
DI – 19,69 km
ESP – 437,19 km
DF – 30,54 km
Total: 487,42 km

2ª etapa – 26/08 (concluída)
Costa Rica – MS/ Barra do Garças – MT
DI – 89,77 km
ESP – 533,08 km
DF – 21,51 km
Total: 644,36 km

3ª etapa – 27/08( concluída)
Barra do Garças – MT/ São Miguel do Araguaia – GO (concluída)
DI – 111,07 km
ESP – 403,51 km
DF – 250,24 km
Total: 764,82 km

4ª etapa – 28/08 ( concluída)
São Miguel do Araguaia – GO/ Porto Nacional – TO
DI – 69,11 km
ESP – 275,76 km
DF – 226,98 km
Total: 570,10 km

5ª etapa – 29/08 ( concluída)
Porto Nacional – TO/ São Félix do Tocantins – TO
DI – 141,96 km
ESP – 330,34 km
DF – 2,72 km
Total: 475,02 km

6ª etapa – 30/08
São Félix do Tocantins – TO/ Bom Jesus – PI
DI – 0km
ESP – 535,60 km
DF – 2,25 km
Total: 537,85 km

7ª etapa – 31/08
Bom Jesus – PI/ Crateús – CE
DI – 2,13 km
ESP – 324,98 km
DF – 628,98 km
Total: 955,80 km

8ª etapa – 01/09
Tauá (PI)/ Aquiraz – CE
DI – 428,27 km
ESP – 18 km
DF – 5,95 km
Total: 452,22 km