Maranhenses concorrem ao prêmio de melhor do mundo no beach soccer

O beach soccer desenvolvido no Maranhão tem se tornado referência nacional nos últimos anos. As conquistas obtidas tanto pela seleção estadual quanto pelos clubes maranhenses no âmbito brasileiro comprovam o crescimento da modalidade a cada novo ciclo. O Estado tornou-se um verdadeiro celeiro de talentos que, após serem descobertos durante as competições promovidas pela Federação Maranhense de Beach Soccer (FMBS), ganham as quadras do Brasil e do mundo. É o caso exatamente de Datinha e Adriele Rocha, dois atletas nascidos na cidade de Tutoia e que estão na disputa para serem eleitos os melhores do planeta na modalidade, algo que nunca antes havia acontecido. A solenidade de premiação ocorrerá neste sábado (10), em Dubai.

Atual dono da camisa 10 da Seleção Brasileira de Beach Soccer, Datinha é um exemplo do bom trabalho desenvolvido pela FMBS. Foi descoberto pelo técnico Chicão Castelo Branco durante etapas regionais do Campeonato Maranhense e tornou-se um dos mais importantes jogadores de beach soccer do mundo.

Com uma carreira consolidada no Estado, na Seleção Brasileira e no cenário europeu, Datinha é hoje referência na modalidade. A bela trajetória deste tutoiense agora pode ser coroada com o prêmio máximo do beach soccer mundial. Datinha está entre os três melhores jogadores da temporada.

Além de Datinha, outros dois jogadores também estão na disputa. O brasileiro Bruno Xavier e o espanhol Llorenç também sonham com a premiação internacional.

Feminino

Na disputa de Melhor Jogadora de Beach Soccer Feminino, a maranhense Adriele Rocha figura entre as três finalistas. Assim como Datinha, Adriele surgiu para o beach soccer por meio das competições promovidas pela FMBS, que também tem investido em torneios femininos nos últimos anos.

Com um talento impressionante, Adriele ganhou espaço no cenário mundial rapidamente e já acumula conquistas internacionais. A maranhense concorre com a inglesa Molly Clarck e a russa Marina Fedorova ao prêmio.

Além de estar disputando o título de melhor jogadora, Adriele ainda concorre na premiação de gol mais bonito do planeta.

Bom trabalho

Um dos motivos para o crescimento do beach soccer no Maranhão é, sem dúvida, o bom trabalho desenvolvido pela Federação Maranhense de Beach Soccer (FMBS), presidida por Eurico Pacífico. Para o dirigente, o sucesso de atletas maranhenses em todo o mundo tem vários motivos importantes. Além do talento e dedicação de cada um deles, é preciso valorizar o trabalho que a FMBS realiza para fortalecer a modalidade no Estado.

“Estamos muito felizes por termos dois jogadores maranhenses indicados para melhores do mundo no beach soccer. É algo inédito em uma mesma premiação termos dois jogadores nascidos na mesma cidade. Tutoia é um celeiro de talentos, assim como todo o nosso Estado. As indicações do Datinha e da Adriele são um reflexo da dedicação deles, do investimento no beach soccer nos últimos anos e do trabalho da federação que tem se empenhado ao máximo para fomentar o esporte no Maranhão”, analisou Pacífico.