Atacante deixa o Imperatriz e o futebol profissional

O atacante Marquinhos Bala, um dos remanescentes do time desse ano e que já tinha até se reapresentado e renovado o seu comprato com o Imperatriz para a temporada de 2020, deixou o time e retornou a Grajaú.

O jogador, de repente cismou e disse que iria retornar a Grajaú para trabalhar na Prefeitura daquela cidade, se despediu de todos, pegou um transporte alternativo (van) e foi embora. Além de deixar o Imperatriz, Marquinhos Bala, que tem apenas 22 anos e estava sendo cotado para entrar no time principal esse ano, disse que vai abandonar também o futebol profissional e ficar apenas no amador.

Realmente uma pena que isso tenha ocorrido com um jovem promissor como Marquinhos Bala, mas a diretoria não pode fazer nada, se tudo partiu dele.

“Nada pode ser feito porque isso tudo partiu da vontade dele. O jogador tem contrato com o Imperatriz, mas o que temos de fazer é respeitar a vontade dele. Realmente uma pena o que aconteceu porque Marquinhos é um excelente jogador e tinha tudo para se deslanchar no próximo ano”, enfatizou Rodrigo Oliveira, vice-presidente e diretor de futebol do SID.
O Imperatriz agora precisa buscar uma nova peça para o ataque, já que Marquinhos Bala fazia parte dos planos do treinador Paulinho Kobayashi para 2020, pela sua velocidade e visão de jogo, como sempre fez quando entrava nos jogos do Cavalo de Aço esse ano. Marquinhos veio para o Imperatriz no início do ano.

Treino

Ontem o time treinou com bola em dois períodos, ambos no CT Maranhão do Sul, que vai ser o local onde o time treinará no primeiro semestre. Nos dois períodos o treinador Paulinho Kobayashi ministrou trabalho técnico. Antes o preparador físico Lucas Leme fez um puxado trabalho físico para que os jogadores se aquecessem bem para evitar lesões. Alguns jogadores vêm sentido dores musculares, como são os casos do meia Gabriel Caju e do atacante Lucas Campos.

Os goleiros mereceram também as atenções do preparador de goleiros, William Stein, que vem realizando um excelente trabalho e pelo que já foi visto está entre os melhores treinadores de goleiros que já passaram pelo Cavalo de Aço.

Fonte: O Progresso