Sampaio tenta recuperação na Série B contra o Boa hoje em MG

DSC04224O jogo Boa Esporte (MG) x Sampaio Corrêa é inédito na história dos dois times. Mesmo com o nome de Ituiutaba, como antigamente se chamava o time mineiro, os dois nunca antes tiveram a oportunidade de se defrontar. O jogo de hoje, às 21h, no Estádio Dilzon Melo, na cidade de Varginha, que fica a 340 quilômetros de Belo Horizonte, completará a 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Na classificação da competição, o Boa tem 21 pontos e o Sampaio, 23. Até ontem, antes do início da rodada, o Boa era o 12º colocado, e o Sampaio, sétimo. O Boa é o melhor time da competição na fase pós-Copa do Mundo. O time mineiro jogou cinco vezes, das quais venceu quatro e empatou uma. Ou seja, faturou 13 dos 15 pontos que disputou. Na última rodada, a vitória de 3 x 2 sobre o América (RN) marcou o quarto triunfo dos mineiros em cinco jogos realizados depois do Mundial. Além do Boa Esporte, apenas o Vasco ainda não perdeu neste período.

A recuperação do Boa Esporte fez com que a equipe alcançasse uma posição intermediária na tabela. Hoje, com 21 pontos, o clube de Varginha está a cinco pontos tanto do G-4 como também da zona do rebaixamento. Na 16ª rodada, hoje, contra o Sampaio Corrêa, o Boa Esporte volta a jogar em casa e, caso confirme mais uma vez a boa fase, poderá chegar em posição melhor, que poderia ser a sexta colocação na competição, desde que seus adversários diretos tropecem.

Sob pressão – Já o Sampaio, no mesmo período, em cinco jogos, venceu dois, perdeu dois e empatou um. Dos 15 pontos disputados, faturou apenas sete. Sua posição é delicada, pelo fato de jogar fora de casa, e a equipe pode até cair para a 13ª posição, caso seja derrotada e sofra com uma combinação dos resultados das outras partidas.

O time maranhense vem de uma derrota por 3 x 1 para o Joinville (SC), fora de casa. No último jogo como mandante, empatou por 3 x 3 com a Ponte Preta (SC). Os seis gols sofridos em duas partidas provocaram uma atenção especial do técnico Lisca durante os treinos da semana. O comandante se mostrou preocupado com o sistema defensivo, pois a média de três gols por partida fez a zaga boliviana despencar da quarta para a sétima posição, no quesito defesa mais vazada do campeonato.

Embalado, Boa não terá mudanças na equipe

O técnico Dedo Xavier não muda a escalação do Boa Esporte em relação ao time que vem atuando com a melhor campanha na Série B do Campeonato Brasileiro no período pós-Copa do Mundo. Adepto da filosofia de que “em time que está ganhando não se mexe”, a formação mineira será a mesma dos jogos anteriores hoje diante do Sampaio Corrêa.

O treinador está confiante. E tem motivos para isso. O Boa está invicto há cinco partidas, sendo que última delas derrotou o América (RN) por 3 x 2. “Vamos jogar em casa. Com apoio da nossa torcida. Queremos faturar mais três pontos para que a equipe entre definitivamente na briga pelo acesso e até pelo título da competição. Estamos no caminho certo”, disse o treinador.

O experiente volante Sandro Silva, 30 anos, que tem passagem por grandes clubes brasileiros, ficará no banco de reservas, assim como o zagueiro Ciro Sena, o lateral-direito Éric e o atacante Fernando Karanga, que não atuaram na vitória contra o América na rodada passada. “Pode ser que, de última hora, aproveitemos os três, já que são titulares”, admitiu o treinador.

Fonte: O Estado do MA