Sampaio enfrenta a Ponte hoje sonhando alto na Série B

DSC04189Após a boa vitória contra o Vila Nova (GO), o Sampaio Corrêa tem a chance de conquistar o segunda triunfo seguido após a Copa do Mundo, agora pela 14ª rodada, diante da Ponte Preta (SP), em duelo marcado para hoje, às 16h20, no Estádio Castelão. Com a vitória de 2 x 0 sobre o Tigre, o Tricolor chegou aos 22 pontos e assumiu a quinta colocação da Série B do Campeonato Brasileiro. Já a Macaca, com apenas 18 pontos, é a décima na classificação. Com uma vitória hoje e combinações de resultados, o Tubarão pode chegar ao G-4.

O Sampaio Corrêa, ao lado do Vasco, tem o melhor saldo de gols e o segundo melhor ataque, com 20 tentos, juntamente com o Cruzmaltino e com América (RN) e Atlético (GO), atrás apenas de Ceará, que tem 24. Mas o que enche o torcedor tricolor de orgulho é a defesa. Com 11 gols sofridos em 13 partidas, cinco delas sem ser vazado, o time maranhense tem um dos sistemas defensivos mais sólidos da competição – são 180 minutos sem sofrer gol. Após a derrota por 1 x 0 para o Náutico, na Arena das Dunas, o goleiro Luiz Müller não sofreu gols nas duas partidas seguintes.

O novo técnico do Sampaio, Lisca, que estreou diante do Vila Nova, não faz mistério quanto ao time que vai jogar. Ele fará uso da mesma equipe titular que venceu o time goiano na última rodada. Segundo ele, a intenção é buscar ajustar o perfil tático e dar mais entrosamento à nova filosofia de jogo. “Aprincípio, sim. A ideia é a repetição da equipe. Com uma ou outra mudança de característica. Pois a Ponte joga no 4-3-3, variando para um 4-1-4-1. Vamos analisar como trabalharemos cada função, mas a equipe é a mesma”, afirmou.

Mudanças de posições – Lisca ratificou que as mudanças de funções são normais no futebol moderno, mas o padrão da equipe sempre continua o mesmo. “O perfil tático e o posicionamento tu podes mudar de uma situação para outra. Agora, o padrão, a mecânica e a concepção de jogo não mudam. A gente muda muito a função, pela característica do adversário. Mas a gente não pretende fazer muitas mudanças, pois precisamos de um entrosamento, de uma sequência, de repetição e de rotina. O futebol é feito disso”, explicou.

Entre os jogadores que tiveram mudança de posicionamento está o atacante Willian Paulista, que havia passado um longo tempo sem balançar as redes. Apesar de ter marcado apenas um gol na última partida, o jogador acredita que pôs fim ao jejum de gols. “Fico mais aliviado sim. A gente pega mais uma confiança fazendo gol. Eu espero marcar agora contra a Ponte, mas se eu não puder fazer e sobrar para um outro companheiro também vou comemorar bastante”, disse.

O camisa 9 do Sampaio diz que a meta agora é dar sequência à boa atuação da rodada passada. “Tenho que dar sequência, fazer bons jogos e, se Deus quiser, fazer gols. Acho que nós estamos no caminho certo. Trabalhamos durante a semana e estamos prontos para o jogo contra a Ponte. Vamos em busca da vitória”, comentou.

Reforço

Revelação do Moto Clube na campanha do vice-campeonato maranhense, o lateral-esquerdo e meia Ítalo surpreendeu a torcida de seu ex-clube ao anunciar o seu novo destino. Na manhã de quinta-feira (31), duas semanas após negociar a sua saída do Papão, o atleta foi apresentado pelo rival Sampaio Corrêa, no CT José Carlos Macieira. Ao comentar sua saída do Moto para o maior rival, o lateral-esquerdo revelou que não teve problemas com o pessoal ligado ao seu ex-time e explicou o porquê de ter acertado com o Sampaio. “O Moto abriu as portas para mim, me receberam bem, fui muito feliz. Não teve nenhuma conturbação, conversei com diretores, presidente, treinador. Tudo correu bem. Eu queria apenas uma situação melhor para mim.

 

 

 

Fonte: O Estado do MA