. Fora de Casa, River-PI encara o Moto Club pela Série D do Brasileiro – Maranhão Esportes

Fora de Casa, River-PI encara o Moto Club pela Série D do Brasileiro

motoxriverCom promessa de quebra de recorde de público e valendo a liderança do Grupo A2 da Série D do Campeonato Brasileiro, Moto Clube e River (PI) se enfrentam hoje, às 17h, no Estádio Castelão, pela sétima rodada da competição. É o quinto jogo do Papão e o sexto do Galo piauiense. O Moto é o quarto colocado da chave, com seis pontos, enquanto o River lidera com nove pontos. Se o Moto vencer assumirá a primeira colocação, empurrando o River para segundo, embora os dois fiquem com o mesmo número de pontos. Caso o Galo vença, além de aumentar a vantagem na ponta, ficará próximo de garantir a classificação para próxima fase do torneio.

Moto e River empataram sem gols na primeira fase em jogo realizado no Estádio Albertão, na cidade de Teresina. A partida de hoje é uma espécie de revanche para os dois concorrentes. Com perspectiva de quebra de recorde, o Moto estima que mais de 10 mil torcedores devam comparecer ao Castelão hoje. Com boa procura, os ingressos começaram a ser vendidos desde sexta-feira.

Entre os 41 participantes, com a sexta melhor média de público na atual Série D do Campeonato Brasileiro, o Moto Clube quer melhorar a presença dos seus torcedores no estádio Castelão, a partir do jogo contra o River. No Grupo A2, o Moto é o segundo colocado perdendo para o Clube do Remo.

Na sexta colocação no geral, segundo no grupo, o Moto tem média 4.012, na qualidade de mandante. O Remo é o quinto no geral e o primeiro do grupo A2, com 4.593 torcedores de média. O River aparece em sétimo no geral e em terceiro na chave com 4.009 por partida.

Escalação – No Moto, o técnico Edson Porto quer levar a equipe à liderança do Grupo A2 logo na partida de hoje. Para tanto, aproveitou bem os 21 dias de folga para acertar o time. Segundo ele, o tempo foi proveitoso para realinhar a equipe e até para ensaiar novo esquema, com a utilização de três volantes, sendo que dois deles também foram treinados para ajudar nas jogadas ofensivas. “Vamos jogar com três volantes, mas entre eles não existem brucutus, pois são jogadores que sabem atacar e até finalizar bem de fora da área”, disse.

A novidade na formação do Rubro-Negro é o jovem meia Dayvison, que ganhou a posição de Kléo e deixou Felipe no banco de reservas. O novo titular tem recebido elogios do treinador, por se tratar de um jogador de muita velocidade, criativo e que chega sempre com muito perigo na área adversária. “Vamos ganhar em vários pontos. Henrique e Fabiano, nossos dois atacantes, terão um apoio forte do garoto Dayvison”, frisou Edson Porto.

Time do Piauí não terá reforços contra o Papão

No River, depois da chegada do volante Rogério e do lateral-direito Michael, também foi contratado o atacante Fabinho Cambalhota, por indicação do técnico Flávio Barros. Os três, todavia, não devem jogar hoje.

O destaque do time riverino continua sendo o meia Esquerdinha. Principal jogador da equipe, ele tem moral até para indicar preferência a respeito de quem gostaria de atuar. Apontado como pilar do sistema de criação do Galo desde a primeira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, o apoiador não esconde o desejo pessoal: prefere atuar ao lado de Thiago Marabá, companheiro de time.

“Ter algum companheiro do lado facilita. Quando a gente enfrenta times em Teresina, encaramos pelo menos dois homens plantados na frente da defesa e fica muito difícil porque você sai da marcação, mas já tem outro em cima. O treinador tem duas maneiras de escalar o time e, quando estamos no 3-5-2, facilita para eu atuar mais nessa função de meia, mas preciso muito dos alas, para subirem junto comigo”, contou Esquerdinha.

Treino – O River-PI realizou na manhã de sexta-feira, no estádio Albertão, o último treino coletivo antes do confronto com o Moto Clube pela Série D do Campeonato Brasileiro. No início das atividades, nada de mudanças. O técnico Flávio Barros começou os trabalhos com a mesma formação do jogo anterior contra o Interporto, mas deixou no ar sinais de que o time pode ter peças diferentes, como o retorno de Thiago Marabá e as entradas de Rogério, Alessandro e Warley. Todos entraram na segunda parte do coletivo e agradaram o treinador tricolor. Com essas prováveis mudanças, o Galo encara o Moto Club pela sétima rodada do grupo A2 no próximo domingo, às 17h, no estádio Castelão, em São Luís, Maranhão.

Sem tentar fugir do habitual, Flávio Barros não quis modificar a espinha dorsal da equipe. O treino final que corrigiu os detalhes antes da partida apresentou o mesmo time titular: César Luz; Índio, Cléber Carioca, Rafael Araújo; Marquinhos, Kássio, Thiago Dias, Esquerdinha e Amarildo; Eduardo e Fabiano. (Com informações do Globoesporte.com/PI)

 

Fonte: O Estado do MA