. Sampaio pega o Baraúnas (RN), no Castelão, pela quarta rodada da Série C do Brasileiro – Maranhão Esportes

Sampaio pega o Baraúnas (RN), no Castelão, pela quarta rodada da Série C do Brasileiro

20130418122953_510Embalado com a vitória sobre o Águia (PA) por 2 x 0, no último domingo, o Tricolor quer mais três pontos hoje, quando enfrentará o Baraúnas (RN), às 16h, no Estádio Castelão, em São Luís, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

Após vencer o Águia, o Sampaio acabou com o tabu de quatro jogos sem ganhar do time de Marabá. Em 2008 e 2009, foram quatro jogos com duas vitórias para os paraenses e dois empates. O resultado manteve a equipe maranhense na vice-liderança do Grupo A, com sete pontos, três a menos que o líder Fortaleza, que tem um jogo a mais que os tricolores. O time cearense jogou ontem contra Santa Cruz (PE), mas até o fechamento desta edição a partida não havia sido encerrada.

Já o Baraúnas vem de derrota dentro de casa para o Fortaleza por 2 x 0.Com o resultado, o time potiguar permaneceu com quatro pontos e está na oitava colocação do grupo A e, dependendo dos resultados da rodada, pode parar na zona de rebaixamento.

Animado com a vitória do último fim de semana, o técnico Flávio Araújo repetirá a escalação do Sampaio. Ele não tem problemas por cartões ou contusão, e aposta na boa fase do seu artilheiro Pimentinha para continuar em ascensão. Para o comandante, é necessário somar pontos, principalmente em casa para buscar o seu objetivo maior, o acesso para a Série B. “Com todo respeito ao Baraúnas, até porque no futebol, com exceção ao Taiti, todo mundo é igual. Precisamos somar pontos para conseguir o nosso objetivo na competição. Acredito que devemos ter mais de 30 mil torcedores aqui, que será um grande incentivo para a equipe dentro de campo”, ressaltou.

Em 2012, na Série D, o Sampaio enfrentou o Baraúnas duas vezes: 1 x 1 na casa do adversário e vitória do Tricolor por 1 x 0 no Castelão. Entretanto, Flávio Araújo acredita que encontrará uma equipe diferente no domingo. “Do time deles que jogou contra a gente no ano passado, só ficaram Erico, Índio e Paulinho Mossoró, pois eles deram prioridade à experiência contratando jogadores os mais rodados. O treinador [Samuel Cândico] costuma armar a equipe do3-5-2, que costuma dar muito trabalho para o ataque dos seus adversários”, comentou Araújo.

Sampaio

Rodrigo Ramos, Denílson, Paulo Sérgio, Mimica e Deca; Robson Simplício, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Pimentinha e Tiago Cavalcanti

Técnico – Flávio Araújo

Baraúnas

Érico, Levir, Índio, Pedrosa e Jakinha; Preto Bakarena, Daniel, Fidelis e Paulinho Mossoró; Cristiano Tiririca e Radanis

Técnico – Samuel Cândido

 

Fonte: O Estado do MA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.